UAI
Publicidade

Estado de Minas artigo

Onde falta empatia, sobra imprudência


24/09/2021 04:00


Alysson Coimbra
Diretor científico da  Associação Mineira de Medicina do Tráfego (Ammetra)

Todos os anos, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) escolhe um tema para os eventos que marcam a Semana do Trânsito. Em 2021, o mote escolhido foi a frase “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”. Parece óbvio e um tanto repetitivo, mas não é demais reforçar. O Brasil há muitos anos ocupa as primeiras posições no ranking de mortes no trânsito. As estatísticas mostram que todos os anos perdemos milhares de vidas em ocorrências que poderiam ser evitadas se nossos motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas exercessem, de fato, a cidadania e a empatia.

Hábitos como dirigir após beber ou consumir substâncias psicoativas continuam normalizados. A ideia de que é preciso levar vantagem em tudo continua fazendo com que milhares de motoristas se imponham pela força e imprudência aos elos mais frágeis no trânsito, que são os pedestres, ciclistas e motociclistas.

A insistência de governos em flexibilizar regras de trânsito e relaxar as autuações por radares também contribui para a falsa ideia de que os condutores podem acelerar livres e impunes.

A pandemia afetou a saúde mental de milhões de brasileiros, mas isso só piorou um quadro que os especialistas em medicina e psicologia do tráfego vêm observando nos últimos quatro anos nos consultórios: os motoristas brasileiros estão mais imprudentes, impacientes, egoístas e agressivos.

Prova disso é que, segundo levantamentos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o excesso de velocidade passou a ser a principal causa de colisões nas estradas federais e o número de autuações a motoristas que dirigem sob o efeito de drogas dobrou em 2020. 

Onde falta empatia, sobra imprudência. E o resultado disso é um trânsito mais letal. A pandemia reduziu o movimento de veículos e os sinistros de trânsito, mas o número de mortes não acompanhou a queda. Ou seja, os sinistros estão mais graves e letais.

O slogan para a Semana de Trânsito de 2021 é mais que adequado ao momento que vivemos: a segurança viária depende de todos nós. O brasileiro precisa entender que nossa ação influencia a vida de todos. O respeito, a empatia e a educação devem ser regra, não exceção.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade