Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

A quem comunga com a esquerda


24/07/2021 04:00 - atualizado 23/07/2021 22:54

José Rogério Viana Lara
Engenheiro civil. CEO e Proprietário da 
TI OneBeleza e da UnioMedic
 
Citando Machado de Assis em “Esaú e Jacó”, em uma livre interpretação minha: “A opinião é como um verniz, que não se desprega”. Entretanto, as cartas dos leitores me levaram a pensar sim a respeito das ideias colocadas.
 
Tenho gosto em ler ideias inteligentes e que, preferencialmente, expressem pensamentos diferentes dos meus. Sim, porque somente com quem tem outra visão de mundo, outro olhar sobre a vida é que podemos aprender e continuar crescendo, sempre!
 
Acabei de ler as biografias de personagens tão díspares como Winston Churchill e Joseph Goebbels e as ideias do segundo me fazem ratificar, mais do que nunca, minha convicção nos valores do primeiro. É isso, conhecer também quem pensa diferente nos faz rever nossos conceitos ou, ao contrário, mesmo reforçar nossa forma de ver a vida.
 
Agora, se tem uma ideologia que dificilmente alguém conseguirá me convencer é a esquerda e o comunismo.
 
Sou sim, até pela minha história de vida, a favor da meritocracia e contra o assistencialismo. Sou bolsonarista, sim, pelo simples motivo de ele ser a única esperança, pelo menos no momento, de combate irrestrito aos comunas.
 
Por minha história de vida (obtive sucesso com lutas e acumulando trabalho e estudos desde os 14), sou até a favor de cotas e de bolsas: cotas para se levantar cedo, cotas para se dormir tarde e, nos intervalos, bolsa para trabalhar duro e estudar.
 
Desculpe-me, agora, pelas palavras duras, mas qualifico sim de preguiçosos todos os esquerdistas que só esperam pela ajuda dos governos. Cada um é responsável pelo seu destino e não o outro! Neste país tem oportunidades para todos que querem trabalhar (se plantar até no asfalto se colhe).
Cada centavo distribuído pelo governo não vem do nada, e sim de muito esforço daqueles que trabalham duro para pagar seus impostos.
 
Tenho sim fraternidade, compaixão e ajudo aqueles que precisam, mas esses são aqueles que são de alguma forma vulneráveis, e não pessoas com saúde e que podem viver dos seus próprios esforços. Sugestão de entidade séria que cuida de deficientes: Caminhos para Jesus.
 
Acredito que é pouco inteligente fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes e, então, se onde a esquerda passou ela só produziu pobreza, aumentou exponencialmente as mazelas, a corrupção, os privilégios só para poucos, não tem por que repetir a experiência que foi e continua sendo dramática em vários países e também no Brasil, nos últimos 20 anos, quando a esquerda esteve no poder aqui.
 
Não, não e definitivamente não! Não quero o comunismo no Brasil.
 
Prefiro lutar, pelo menos no campo das ideias e na defesa intransigente de uma política certa para ter um país melhor para todos nós, a ver a desgraça do comunismo no nosso querido Brasil. Ainda que seja preciso ser duro e agressivo no combate com as palavras.
 
Estou prevendo que haverá sim uma revolução no Brasil porque os poderes corruptos “esticaram por demais a corda” e, a meu ver, ela só ainda não aconteceu porque estão se aproveitando da impossibilidade de as pessoas saírem para protestos mais duros em razão da pandemia. É uma pena que a guerra será nós contra nós (porque a esquerda dividiu todos em classificações absurdas) e não de nós contra eles (eles, no caso, o Congresso e a Justiça corrupta, incompetente, lenta, ineficaz e patrocinadora de todo o cenário de corrupção e de um poder podre). Podridão de Justiça que patrocina um charlatão manipulador como o Lula e sua gangue. Corrupto, farsante, ladrão. Ah, se a gangue não roubou, gostaria de saber: onde conseguiram os R$ 5 bilhões (é isso mesmo, bilhões, você não leu errado) já devolvidos pela ação da Operação Lava-Jato?.
 
Terminando, acredito que existe uma sinergia na nossa visão de futuro. Queremos o mesmo: um mundo mais igual e fraterno, mas discordamos, acredito, nos caminhos que podem nos levar a isso. Só se pode dividir algo que se tenha. Então, para dividir riqueza é preciso produzi-la e somente com o capitalismo com seus métodos de competitividade, meritocracia e empreendedorismo isso se tornará possível.
 
E um Estado mínimo cuidando só do que é essencial e das obrigações intransferíveis dos governos.
Termino repetindo como comecei e citando Machado de Assis em “Esaú e Jacó”, em uma livre interpretação minha: “A opinião é como um verniz, que não se desprega”. Entretanto, flexibilidade para repensar conceitos e evoluir nos fazem melhores, sempre!


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade