Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Como estragar seu ano em cinco passos

Se você sabe a rota e o tanque está cheio, a chance de a sua viagem ser confortavelmente tranquila é alta. Isso lhe dá confiança


postado em 25/01/2020 04:00



Victor Haru
CEO do Inspirando Jovens
 
 

Tem muita gente que escreve e fala sobre como ter o seu ano dos seus sonhos. São diversos conteúdos em formato de vídeo, posts e até e-books recheados de dicas valiosas de como “tudo vai dar certo se você pensar positivo” e “você precisa acordar todos os dias motivado” e afins. Resolvi fazer diferente e avisar: não existe fórmula mágica para alcançar os seus objetivos e ter sucesso nos 366 dias de 2020.

Quero falar um pouco mais sobre a minha experiência e o que eu não faria (em hipótese alguma!) neste ano. Não prometo que vai dar tudo certo, mas tenho certeza de que aprender com o erro dos outros – nesse caso, os meus erros – vai ajudar sua trajetória.

Acredito que sua carreira é uma longa rodovia, e algumas coisas ruins podem acontecer nesse trajeto, até você chegar aonde quer. Muitas vezes, esse destino ainda está longe (se não estiver, falta ambição ou você já está bem avançado) e saber como chegar até ele, desviando-se dos obstáculos, é algo louvável e reduz o estresse diário.

Agora, e se houvesse um GPS? Um geolocalizador que vai dizer onde estão esses obstáculos a tempo de você se desviar tranquilamente e seguir o seu caminho sem dores de cabeça. Aprender com o erro dos outros é justamente esse GPS! Então, gostaria de disponibilizar o meu GPS, com cinco passos para (não) estragar o seu ano.

Primeiro passo: sair para essa viagem sem saber qual o seu destino. Ninguém minimamente responsável sai para viajar sem saber para qual cidade está indo. Em uma viagem não planejada, pode faltar combustível, seu carro não aguentar ou até mesmo você se perder e não chegar a lugar nenhum. Então, pare qualquer coisa que esteja fazendo e comece a refletir sobre seu futuro. Aonde você quer chegar?

Segundo passo: não ter “fé no seu taco”. A partir do momento em que você sabe os seus objetivos, e isso está alinhado com o seu propósito de carreira (é importante saber o seu!), precisa ter confiança que tem tudo de que precisa para chegar ao seu destino.

Vamos voltar às analogias rodoviárias. Se você sabe a rota e o tanque está cheio, a chance de a sua viagem ser confortavelmente tranquila é alta. Isso lhe dá confiança.

Terceiro passo: ficar tranquilo ou tranquila com sua versão atual. A maioria das pessoas de sucesso é insaciável quando o assunto é conhecimento. Vamos falar sobre Bill Gates. Ele é bilionário, já foi um dos homens mais ricos do mundo, ou seja, não precisa se preocupar com absolutamente mais nada na vida. Poderia tirar férias infinitas, apertando o famoso botão e ficar sem aprender nada para o resto da vida. Mas, o que ele faz em boa parta da semana? Lê. E não lê pouca coisa, não. Ele reserva algumas horas para leituras diárias.

Então, por que eu e você, que provavelmente não tínhamos nem nascido quando Bill fundou a Microsoft, não deveríamos nos preocupar em aprender?

Chegamos ao quarto passo para estragar seu 2020: não planejar sua rotina. É necessário trabalhar todos os dias para estar feliz na ceia de ano-novo. E quando eu falo em planejar sua rotina, é algo bem simples. Se você quer terminar 2020 com um diploma na mão, experimente colocar algumas horas diárias de estudo no seu dia a dia.

O planejamento não garante que você consiga nada. Imprevistos podem ocorrer. Porém, a sensação de ter feito tudo o que poderia, apesar de não ter conseguido, é muito melhor do que nem ter tentado. O medo de fracassar, muitas vezes, nos faz parar e achar que as coisas são impossíveis.

Vamos ao nosso último passo para ter um péssimo 2020: se acostumar com o medo do fracasso. Pode ter certeza de que a chance de dar errado diminui com um planejamento benfeito e com uma forma diferente de encarar o fracasso. É só você analisar: a maioria das pessoas bem-sucedidas passou por perrengues e frustrações. Qual a diferença entre elas e os outros? Elas não desistiram.

O primeiro passo do fracasso é deixar de tentar. Espero que você siga esse GPS, desviando-se de  seus obstáculos, e consiga ter o sentimento indescritível de dever cumprido na ceia de ano-novo para começar 2021!



Publicidade