Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Tecendo futuros

Um espaço para toda a cadeia produtiva da indústria da moda, para indústrias de outros setores, para a gastronomia, o entretenimento e a cultura


postado em 17/10/2019 04:00 / atualizado em 18/10/2019 14:57

Flávio Roscoe
Presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Sistema Fiemg)


Criado com o objetivo de promover a indústria da moda de Minas Gerais, o Minas Trend chega à sua 25ª edição com uma proposta inovadora e ousada: constituir-se em eficaz plataforma de lançamento de novos negócios e de apoio para que a indústria mineira possa identificar tendências, apontar caminhos e conquistar mercados. Tecendo futuros, tema da edição que acontece de 22 a 25 de outubro, no Expominas, em Belo Horizonte, refere-se, sim, ao universo da moda, mas também, com certeza, à indústria que estamos construindo em nosso estado – diversificada, moderna, inclusiva e indutora de grandes transformações econômicas e sociais. Um setor conectado umbilicalmente à sociedade.

De fato, sem se afastar um único milímetro de seus objetivos iniciais de incentivar os setores do vestuário, joias e bijuterias, calçados, bolsas e acessórios, o Minas Trend abre espaço para toda a cadeia produtiva da indústria da moda, para indústrias de outros setores, para a gastronomia, o entretenimento e a cultura. Ao assim fazer, o Minas Trend abre suas portas para a mais ampla participação da população, antes restrita a profissionais do mundo da moda. A interação com a sociedade certamente contribuirá para potencializar ainda mais o Minas Trend, que já é conhecido e reconhecido como o maior e mais importante salão de negócios de toda a América Latina.

Quem for ao evento terá, por exemplo, a oportunidade de conhecer grandes empresas têxteis que estão na origem da longa, competente e criativa cadeia produtiva da indústria que temos hoje em nosso estado. Essas indústrias, algumas nascidas no século 19, terão espaço destacado nos salões do Expominas e irão mostrar sua importância para o desenvolvimento econômico e social do Brasil e de Minas Gerais. O fio condutor desta história é um outro fio, muito conhecido dos mineiros – o do algodão, escolhido pelo designer Rogério Lima, diretor artístico do Minas Trend, para ancorar o enredo Tecendo futuros.

O Minas Trend se transforma, também, a partir desta edição, em espaço privilegiado para grandes eventos e lançamentos do mundo da moda e da indústria. Com muita honra, vamos realizar, durante o evento, o Congresso Internacional da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit). Com o tema Fim das fronteiras: da criação ao consumo, serão debatidos temas de interesse dos principais segmentos da cadeia de produção e distribuição do setor têxtil e de confecção do Brasil e do mundo. A ideia é propiciar aos participantes amplo acesso às principais tendências nacionais e internacionais, inovações na indústria e no varejo, mercados, expectativas de consumidores, logística, sustentabilidade e gestão eficiente. O Congresso da ABIT conta com a parceria estratégica do Senai-Cetiqt, um dos principais centros técnicos especializados na indústria da moda do país, vinculado à Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Como plataforma de celebração de bons negócios, o 25º Minas Trend abre as portas para segmentos fundamentais para a economia mineira. São parceiros nesta edição a AngloGold Ashanti, que celebra 185 anos de atuação – uma das mais longevas empresas do país – e a Multiplan, que comemora as quatro décadas de existência do BH Shopping, importante polo de compras da capital. Além disso, será lançado, no evento, o Mais Previdência, programa de previdência complementar nascido dentro da Fiemg, para seus empregados, e que agora ganha o mundo, abrindo-se, gradativamente, para toda a indústria.

Firmaremos, também, convênios no setor de energia, buscando melhores condições e mais competitividade para os consumidores industriais. Será assim, por exemplo, no que assinaremos durante o evento com a Alsol Energias Re- nováveis, empresa do Grupo Energisa, para garantir o fornecimento de energia limpa e renovável com descontos na conta de luz. A Alsol vai traba- lhar com geração solar e as indústrias que se associarem poderão utilizar a energia sem a necessidade de fazer investimentos em infraestrutura. Trata-se de um investimento da ordem de R$ 300 milhões, que vai gerar expressivo número de empregos e conta com a credibilidade e capacidade técnica e empresarial de dois tradicionais grupos mineiros – Energisa e Algar –, controladores da Alsol. Este é um produto desenvolvido especialmente para a Fiemg, seus sindicatos filiados e para as empresas a eles associadas.

Em sua 25ª edição, o Minas Trend também ofe- rece ampla programação para quem quer conhe-  cimento e diversão. Durante todo o evento – cinco dias –, no foyer do Expominas, o público terá acesso gratuito e poderá escolher entre palestras e ofi- cinas profissionalizantes ofertadas pelo Sebrae, a feira Gastrô Minas Fashion, além de espetáculos de música e dança com as companhias Cisne Negro, de São Paulo, e Primeiro Ato, de Belo Horizonte. Com ingressos a preços populares, em um concerto imperdível, apresentam-se no dia 24 a Orquestra de Câmara do Sesi e o cantor Flávio Venturini.

É importante registrar, igualmente, a ampliação das atividades do Minas Trend para o interior do estado. Desde 14 de outubro e até 9 de novembro, Tiradentes, Ouro Preto, Itaúna e Uberaba estarão recebendo programação exclusiva do evento. O objetivo é democratizar o acesso ao conteúdo de moda por todas as regiões de Minas, com oficinas técnicas, palestras e desfiles gratuitos.

Todas as inovações introduzidas no Minas Trend, a partir desta edição, representam, sem dúvida, a nossa homenagem a um setor da indústria que tanto contribui com o crescimento econômico e o desenvolvimento social do estado. São mais de nove mil empresas (13,4% de todas as empresas existentes no estado) e 127 mil empregos diretos (12,2% de todos os empregos gerados pelo setor industrial em Minas). Já disse e gosto sempre de reafirmar: não há, certamente, entre os 853 existentes, um único município mineiro onde não haja empresários produzindo moda, gerando emprego e distribuindo renda.


Publicidade