Publicidade

Estado de Minas

Modernidade e tradição na arquitetura escolar


postado em 06/09/2019 04:00







Tião Lopes
Arquiteto e sócio proprietário da Arqsol Arquitetura e Tecnologia

Qualquer instituição de ensino é uma semeadora de conhecimento. Alunos, professores e livros são essenciais nesse processo. O que muitos não sabem é que o ambiente físico também é fundamental para garantir um aprendizado adequado. A inovação da arquitetura tradicional é chamada retrofit. O novo conceito em reforma é uma técnica de restauração, aliando as características históricas dos prédios com recursos de acessibilidade e criação de espaços, estimulando o convívio e modernizando o lugar.

O desenvolvimento de um projeto para arquitetura escolar, integrando espaço de convivência com pedagogia e interatividade, é muito importante, atualmente. Os colégios históricos de Belo Horizonte estão investindo em ambientes mais humanizados, sem perder o charme das edificações. Os antigos dormitórios ou grandes refeitórios são transformados em modernos laboratórios, bibliotecas ou salas de aula informatizadas.

O retrofit proporciona "colocar o antigo em boa forma", preservando o que há de bom na construção existente. A renovação das escolas antigas ressalta a interlocução entre a arquitetura e a educação, num processo em que edificações dialogam com o projeto pedagógico atual proposto pela instituição de ensino.

A técnica de restauração foi utilizada, recentemente, nas fachadas e nas dependências do Colégio Sagrado Coração de Jesus, tombado pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural. O processo obteve a aprovação do Plano Diretor Histórico para a realização da obra com a preservação do patrimônio arquitetônico e, ao mesmo tempo, inovando com uma proposta de utilização adequada e segura do imóvel.

As fachadas, os muros frontais e espaços internos, como biblioteca, sala dos professores, lanchonete, restaurante, parquinho, laboratórios, instalações sanitárias coletivas e de PCD, se tornaram ambientes mais vívidos, inspiradores e produtivos. O Sagrado Coração de Jesus é um dos colégios mais tradicionais de Belo Horizonte, com mais de 100 anos de história.

Outras escolas históricas da capital já adotaram o retrofit e instituições tradicionais como o Colégio Arnaldo também tiveram o projeto aprovado para uma complexa obra de restauração das fachadas. As propostas permitiram que tanto o Arnaldo quanto o Coração de Jesus conseguissem a Unidade de Transferência de Direito de Construir (UTDC), como uma forma de recompensar a desvalorização sofrida pelo imóvel com o tombamento.

O Colégio Santo Agostinho também seguiu as técnicas de retrofit para reformar as fachadas, pátio interno, laboratórios, biblioteca, instalações sanitárias coletivas e de PCD, cantina, teatro e paisagismo do jardim frontal. O Colégio Nossa Senhora das Dores fez o restauro das fachadas e acessibilidade geral. Já o Sagrado Coração de Maria reformou o laboratório de química, o parquinho, o pátio interno, o paisagismo interno e instalações sanitárias coletivas e de PCD.

As pesquisas comprovam que instituições de ensino devidamente cuidadas geram uma percepção positiva entre os alunos, estimulando o aprendizado. A arquitetura escolar estabelece relações comunicacionais e educativas com estudantes e com a população ao redor. A educação é dinâmica e a arquitetura segue seus passos, transformando e contribuindo com o desempenho acadêmico e, sempre, respeitando a história e a tradição de cada uma delas.


Publicidade