Publicidade

Estado de Minas

AgriMinas traz união e o melhor do campo para BH


postado em 08/08/2019 04:00

Vilson da Fetaemg
Deputado federal pelo PSB e presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais


A AgriMinas (Feira Estadual da Agricultura Familiar de Minas Gerais) chega esta semana à sua 13ª edição. Criada e organizada pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), a feira vem, há 13 anos, provando que é possível unir o campo e a cidade e mostrar para a população urbana o trabalho dessas famílias que representam um setor tão importante da economia de Minas e do Brasil. Recentemente, a Organização das Nações Unidas (ONU) adotou oficialmente o período 2019-2028 como o decênio da agricultura familiar.

Mas além de divulgar a iniciativa e celebrar a realização de mais uma edição, é importante resgatar essa história. A AgriMinas nasceu de um sonho que tive de ver Minas Gerais realizando uma feira de agricultura familiar. Na época, quando apresentei a ideia para a diretoria da Fetaemg, me lembro de haver perguntado: "Existem tantas feiras de automóveis, de roupas, de calçados, por que não fazer uma feira para expor o trabalho da nossa gente?".

Treze anos se passaram, e como é bom olhar para trás e renovar a certeza de que escolhemos o caminho certo. Se hoje a AgriMinas faz parte do calendário de Belo Horizonte e já tem consolidada a posição de maior feira de agricultura familiar do Brasil, para os trabalhadores e trabalhadoras rurais do nosso estado as conquistas são ainda maiores.

Enquanto no começo os nossos agricultores familiares plantavam para a sua subsistência e, com muito esforço, vendiam a sua produção apenas dentro de Minas Gerais, hoje, colecionamos com muito orgulho inúmeros exemplos de sucesso. Famílias, que não tinham sequer um pedaço de terra para plantar foram assentadas e a partir da AgriMinas passaram a vender seus alimentos para todo o Brasil e até para a Europa.

Por isso é tão importante apresentar e valorizar o trabalho dessas pessoas que tantas vezes ficam guardadas no anonimato, especialmente nas grandes cidades. A agricultura familiar gera milhões de empregos e produz mais de 70% dos alimentos que chegam até a mesa de todos os brasileiros, sem falar no cuidado com o meio ambiente e na produção de alimentos orgânicos, que melhoram a saúde e a qualidade de vida tanto de quem produz quanto de quem consome.

Tradicionalmente realizada na Serraria Souza Pinto, a edição deste ano vai até domingo, no Expominas, resultado do crescimento da AgriMinas nos últimos anos e garantia de mais conforto e mais oportunidades para os consumidores e para os agricultores. São 300 empreendimentos e mais de 600 expositores de todas as regiões do estado oferecendo o que de melhor a agricultura familiar produz em Minas Gerais.

Em um cenário em que, infelizmente, a economia brasileira não consegue sair da estagnação, a agricultura segue forte e, muitas vezes, puxando quase sozinha o motor do nosso crescimento. Iniciativas como a AgriMinas mostram que toda essa força vem não apenas do agronegócio, mas também do trabalho das famílias que vivem no campo e fazem a sua parte na construção de um Brasil mais justo e mais desenvolvido.


Publicidade