Publicidade

Estado de Minas

Frio aquece demanda por cirurgia plástica

As baixas temperaturas também colaboram para minimizar inchaços e sangramentos no pós-operatório


postado em 20/07/2019 04:13

Os procedimentos estéticos podem ser feitos em qualquer época do ano, mas o que se observa é um crescimento considerável durante os meses mais frios. Conforme dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a demanda aumenta 50%. A recuperação completa até a chegada do verão e o período de férias, com temperatura mais baixa, são algumas das justificativas para o aquecimento na demanda pela cirurgia plástica.

A menor exposição ao sol também é uma explicação, pois quanto menor a exposição melhor será a cicatrização. Algumas cirurgias plásticas, como a lipoaspiração e a abdominoplastia, um dos procedimentos mais procurados, podem necessitar de acessórios modeladores, como as cintas de compressão, ataduras e faixas. O uso é recomendado em alguns casos para uma recuperação adequada e a situação fica mais confortável em clima mais ameno. As baixas temperaturas também colaboram para minimizar inchaços e sangramentos no pós-operatório. O calor provoca uma maior dilatação dos vasos sanguíneos e maior retenção de líquido.

A distância do outono para o verão é outro motivo que movimenta os consultórios com quem quer se preparar para o período de altas temperaturas. Os meses anteriores à estação mais quente do ano são suficientes para o corpo se restabelecer. Grande parte dos procedimentos exige, em média, seis meses de repouso e cuidados específicos até a pessoa retomar sua rotina. Na maioria das intervenções, em 30 dias a recuperação já é possível, porém, para entrar no mar ou expor a cicatriz ao sol, a recomendação é três meses, no mínimo.

O período de junho e julho coincide com as férias escolares. Os procedimentos cirúrgicos indicados para crianças, como otoplastia, correção das chamadas orelhas de abano e a reparação do desvio de septo, têm vantagem para as famílias nessa época do ano, pois, fora da sala de aula, proporciona  o tempo necessário para recuperação. A recomendação para quem pretende fazer uma cirurgia plástica é agendar, antecipadamente, e adiantar os exames necessários.

Apesar de ser uma época considerada mais confortável, é importante deixar claro que as cirurgias plásticas não são contraindicadas durante  a primavera e/ou verão. A observação é seguir as orientações médicas durante o tempo necessário para um pós-operatório eficiente.

É fundamental refletir sobre o propósito da cirurgia e consultar um cirurgião credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para garantir um resultado satisfatório. O médico esclarece dúvidas, realiza exames pré-operatórios e recomenda um hospital qualificado para o procedimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade