Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Importância do agente de viagens

Será necessário resgatar a nossa memória e valorizar a nossa cultura


postado em 23/04/2019 05:06

Nós, agentes de viagens, somos descobridores de destinos e conectamos pessoas com o melhor do mundo. Não é por acaso que o Dia do Agente de Viagens (22 de abril) é comemorado na mesma data do descobrimento do Brasil. Somos os responsáveis por apresentar as oportunidades para quem busca experiências com segurança, comodidade, conforto, tranquilidade, atendimento personalizado e melhor relação custo/benefício.
Hoje, nós da Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo (Abav-SP), na defesa dos interesses da categoria desde 1959, comemoramos o sucesso, as realizações e o progresso do setor. Também compactuamos com a dor de muitos profissionais que não conseguiram se adaptar à mudança do comportamento do consumidor e com a entrada de novos players no nosso mercado. Vamos nos reinventar com capacitação e inovação. O agente de viagens tem de ter convicção e certeza de seu reconhecimento no mercado. Devemos valorizar a categoria e resgatar a nossa autoestima. Somos 26 mil agências regulamentadas no Brasil pela Cadastrur, cadastro dos prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo. A Abav nacional estima que as agências correspondem pelas vendas de 70% das passagens aéreas nacionais; 85% dos lugares nos voos internacionais, que saem do Brasil; 75% dos cruzeiros marítimos e fluviais; 90% dos pacotes turísticos; 60% das reservas de hotéis; e 28% das locações de veículos. Ou seja, representam, ao todo, 80% das vendas nacionais.
O turismo é fonte de riqueza e desenvolvimento, encarregado por um a cada 10 empregos (diretos e indiretos), beneficiando uma malha de 52 setores sinérgicos que formam a sua rede. O segmento se concretiza com extrema importância para o PIB brasileiro, tendo sido responsável pela injeção de US$ 163 bilhões na economia do país em 2017 e pela geração de mais de sete milhões de empregos. Ano passado, batemos, ainda, o recorde de estrangeiros no país, ultrapassando 6,6 milhões. Ao todo, o gasto de turistas estrangeiros no Brasil, em 2018, chegou a US$ 5,43 bilhões.
Porém, ainda temos um longo trajeto para alcançar crescimento nos próximos anos. Mesmo com estatísticas positivas, um país continental como o nosso precisa melhorar as condições de infraestrutura, segurança e preservação de nossos patrimônios históricos. Será necessário resgatar a nossa memória e valorizar a nossa cultura.  Enfatizo que só conseguiremos nos desenvolver se investirmos em treinamento e promoção de nossos destinos. A estrada é longa, mas acreditamos que podemos desembarcar como os nossos clientes: cheios de esperança para desbravar um mundo melhor. Reputamos o valor do agente e queremos fortalecê-lo como consultor qualificado e o mais importante canal de vendas do segmento.
Por tudo isso, compreendo que essa data, além de comemorar os resultados já alcançados, traga a reflexão da luta diária que enfrentamos para conquistar o verdadeiro reconhecimento desta categoria. Agradecemos o empenho e a dedicação de todos os agentes de viagens do Brasil, que assim como eu escolheram essa profissão diante de qualquer desafio ou adversidade. 


Publicidade