Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 10/03/2019 05:04

Cartas à redação

DEPUTADOS
Aposentadoria causa
revolta em assinante

Ivan Silva
Itabira – MG


"Agora está explicado por que não sobra dinheiro para obra nenhuma no Brasil. Conforme a tabela do salário dos deputados que vão se aposentar, recebem praticamente um prêmio da loteria a cada 30 dias. Não tem como sobrar dinheiro. Em país nenhum no mundo aposenta-se com um salário desse."

ESTADISTAS
Leitor rebate as
críticas a Bolsonaro

Paulo Roberto Assis Lima
Belo Horizonte

 
"A referência feita pelo presidente Bolsonaro em relação ao também presidente à época da inauguração da usina de Itaipu, Alfredo Stroessner, causou imediato rebuliço nas mídias em geral, e nas esquerdas em particular. Quando se referiu a ele como tendo sido um grande estadista. Os críticos, de sempre, nem ao menos se deram ao trabalho de verificar o amplo alcance da palavra. A par de ter sido um ditador, foi sim um tremendo estadista. Quem governa um país por 35 anos não pode deixar de ser um estadista, dentro do amplo conceito que a palavra admite, conforme já dito. Getúlio Vargas, ditador por 15 anos, é considerado por todos um grande estadista brasileiro. Todos os presidentes do Brasil, com algumas exceções, inclusive os militares, foram grandes estadistas. Dentro da amplitude que a palavra permite, até o presidiário ex-presidente Lula, corrupto entre outros adjetivos menos generosos, não pode deixar de ser considerado um estadista, o que não se pode dizer de sua sucessora. Os críticos de plantão, e aqueles que os aplaudem como macacos de auditório, deveriam pesquisar um pouco antes de manifestar suas opiniões. Ainda com referência ao assunto, na mesma solenidade, o presidente Bolsonaro se referiu aos presidente do regime militar como os responsáveis pela viabilização de toda a construção e operação da Usina de Itaipu. Como essa observação é algo incontestável, deu-se, então, ênfase ao fato de que ditos presidentes foram eleitos pelo Congresso Nacional após escolhidos pela cúpula dos militares, não tendo sido eleitos pelo povo. Mais um fato incontestável, porém, mais uma vez, convenientemente, esqueceram-se de dizer que esse Congresso também fora eleito pela população em eleições livres. Por outro lado, os candidatos a presidente, nas últimas eleições, foram escolhidos pela cúpula de seus partidos, sem a interferência da consulta de vontade popular, o que se parece bastante com o processo de escolha do regime militar. A se ressaltar, ainda, que a indicação de Dilma Rousseff e Fernando Haddad foi uma imposição ditatorial de Lula e que foi vergonhosamente aceita pelos dirigentes petistas."

RELIGIÃO
Igreja Católica
e a Venezuela

Benone Augusto de Paiva
São Paulo


"Sou católico porque acredito e respeito os mandamentos da lei de Deus e faço observação aos ensinamentos expostos no evangelho de Jesus Cristo, nosso salvador. Porém, fico abismado com o comportamento anti-Cristo da nossa CNBB, que tem se manifestado favorável, abertamente, ao lado corrupto da política brasileira e mundial. Jesus Cristo nos ensinou que deveríamos ser justos e amar o próximo como a ti mesmo. No entanto, não é o que observamos do clero brasileiro com referência ao governo anterior, que deixou o Brasil na miséria econômica, prejudicando diretamente os mais necessitados do amparo do Estado. Qual está sendo o procedimento do clero brasileiro para socorrer o povo venezuelano, torturado e morto pela fome, por um regime ditatorial? Só estão preocupados com as corrupções que ora se combatem, energicamente, na Justiça, por meio da Lava-Jato?"

DELAÇÃO
Cidadão analisa
roubo de políticos

Mário A. Dente
São Paulo

"Os políticos e empresários por eles contratados, que roubam o dinheiro público em obras superfaturadas, pagas, mas nem sempre realizadas, malandramente 'confundem' delações com confissões, como prestam a um padre, que perdoa crimes caso eles rezem. Exemplo: o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. Mas os valores roubados não são devolvidos, pois eles nunca se lembram se estão em malas, colchões ou em bancos no exterior."

EM.COM

Homem esfrega pênis em mulher dentro de ônibus e é preso após uso do botão de assédio
“Ainda bem que as mulheres estão tendo coragem e denunciando. Temos que pôr em cana todos esses tarados.”
Domicio Junior Drumond

Sargentos da PM são presos por tentar extorquir dinheiro de vítima de roubo em BH
“É inacreditável a facilidade de criminosos ingressarem nas PMs. Pré-requisito é ter nível superior, provas difíceis, teste de aptidão física rigoroso, porém, algo está falhando gravemente na seleção final, talvez o psicotécnico deixe brechas ou algo assim. São muitas notícias de desvio de conduta (extorsão, abusos, furtos, roubos, tráfico de drogas e até assassinatos de quem não devia). Precisam apurar esse negócio direito e parar com o corporativismo.”
Emilio Zanni

Laudo aponta que João de Deus tem depressão e já pensou em se matar
“Ele devia ter pensado nisso era antes de ter feito mal a tantas mulheres. Agora é muito poético tentar se fazer de vítima!”
Walter Chagas Jr

Exames de bombeiros de Brumadinho já apresentam alterações em níveis de cobre e de alumínio
“Bombeiros e professores são o orgulho da sociedade!”
Honneur Monção

FACEBOOK

Homem esfrega pênis em mulher dentro de ônibus e é preso após uso do botão de assédio

“Parabéns aos policiais e à Guarda Municipal pela atitude.”
Miriam Martins

“Tem que cortar o mal pela raiz. Por mais atitudes assim.”
Karina Cassemiro

Dispara corrida por vacinas antimeningite em Belo Horizonte

“Com uma maior demanda, bem que os preços podiam baixar, né?”
Caiusa Boniatti


Publicidade