Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 29/12/2018 05:07

Abuso
Escravidão nos dias de hoje


Benone Augusto de Paiva
São Paulo

“Diz a nossa história que a Princesa Isabel, com a famosa ‘Lei Áurea’, aboliu a escravatura no Brasil Império, em 13 de maio de 1888. Ledo engano! Não somente os negros continuaram sendo servos escravos, mas também os brancos até nos tempos atuais governado pelo PT. Temos provas oficiais e documentadas nos anais do governo presenciado pelos brasileiros atuais e até pelo Poder Judiciário, quando a ex-presidente Dilma Rousseff assinou um contrato com o ditador comunista de Cuba, ‘os Castro’ contratando dezenas de milhares de escravos cubanos com o pretexto de prestarem serviços médicos aos brasileiros, seus bons salários confiscados e entregues a ditadura cubana e simplesmente ignorados pelos nossos sindicatos, Ministério do Trabalho e até pelo omisso Poder Judiciário, nenhum deles se posicionando contra essa escravatura nos tempos atuais. Isso é incrível para os tempos atuais, mas quem poderá desmentir?”

Impasse
Mortes e obras na novela da BR-381


Fábio Moreira da Silva
Belo Horizonte

“No traçado sinuoso da BR-381, perdemos vidas. E qual o valor de uma vida para o poder público? Pois bem, diz a história que o início da rodovia remonta à época dos conquistadores bandeirantes, no século 17. À cata de esmeraldas, o bandeirante Fernão Dias desbravou o caminho original, cujo traçado perigoso persiste até os dias atuais. No livro Brasil: uma história, a incrível saga de um país, o jornalista Eduardo Bueno nos conta as andanças e, com uma certa ironia, narra o fim de Fernão dias, que morreu sem saber de suas falsas esmeraldas: ‘Em abril de 1681, pedras surgem na lagoa do Vupabuçu. Aos 73 anos, o velho sertanista se sente aliviado. Envia 147 pedras para serem analisadas em São Paulo. Em maio, devastado pela malária, Fernão Dias morre no sertão do Rio das Velhas sem saber que só achará turmalinas’. Pois bem, deixemos a história de lado, retornando à atualidade da BR-381. Os traços que outrora foram feitos pelo movimento de meios de transporte de baixíssima velocidade, como animais, deram espaço ao atual trânsito excessivo dos veículos automotores, altamente velozes. Óbvio que o alargamento da pista não foi suficiente. Digo pista porque a BR-381 é na quase totalidade composta por malha simples, sinuosa e oblíqua. Somando-se a isso, dão o tom das tragédias a desconformidade entre capacidade e demanda, topografia desfavorável, má conservação e imprudência. Conforme matéria publicada no Estado de Minas, ‘Duplicação da BR-381 em marcha ainda mais lenta’, a Comissão de Orçamento do Congresso Nacional aprovou o relatório final da lei orçamentária de 2019 com previsão de R$ 169 milhões para a obra de duplicação, montante insuficiente até mesmo para concluir os dois únicos trechos da obra que estão em andamento, do total de 11 lotes em que a rodovia foi dividida para a duplicação. Ora, se no plano individual o valor da vida é dado pelos significados que cada um experimenta, não tendo nada mais precioso que a própria existência, no campo coletivo a importância da vida se esbarra na frieza dos números e na indiferença das estatísticas. A maneira como o poder público lida com a grande incidência de mortes da BR- 381 não é nada diferente disso.”

Gestão
A despedida de Temer


Humberto Schuwartz Soares
Vila Velha – ES

“Temer poderia descer a rampa do Palácio do Planalto de cabeça erguida, mas, crente que com a reposição salarial do Supremo Tribunal Federal (STF) será absolvido pela Justiça, vai repassar a presidência e sair pela porta dos fundos. Poderia ser diferente, mas preferiu assim.”

EM.Com

ARMAGEDDON: PM CITA ‘BATALHA FINAL ENTRE O BEM E O MAL’ EM OPERAÇÃO NO MORRO DO PAPAGAIO
“Agradecer e elogiar esses profissionais que, mesmo sem salários e ignorados por governos que saem e entram, ainda continuam o trabalho. E com êxito! Isso mostra o amadurecimento na política de segurança.”
Pedro

“Meus parabéns às guarnições que participam dessa operação. Bandidos têm que ter noção do lugar deles na sociedade.”
Sérgio Salomon

“Nome tão grandioso quanto o fracasso que ameaça ser o resultado dessa operação. Enquanto não se investir, responsavelmente, em políticas públicas de efetiva prevenção à criminalidade e promoção de cultura e cidadania na favela.”
Fábio Luiz Nunes

HOMEM TEM SURTO PSICÓTICO E MORRE EM DROGARIA DE BETIM
“Deram um mata-leão no cara, aí ele apagou e a pulsação ficou mais fraca por falta de oxigênio. Vamos ver o que a perícia vai dizer, mas a causa bem certa vai ser asfixia mecânica.”
Marcos Alberto Gomes de Figueiredo

“Culpa da campanha antimanicomial. Pelo jeito, o moço deveria estar internado e recebendo medicação para a doença, porém, com essa onda de desinternação a todo custo, com certeza ele não estava sendo tratado como deveria.”
Rolando Silva

“Vinte minutos para socorrer? Para ele, esse tempo foi decisivo. Que ele descanse em paz e livre dos tormentos das doenças mentais.”
Simone Paim

TARIFAS DOS ÔNIBUS INTERMUNICIPAIS E METROPOLITANOS FICAM MAIS CARAS
“Que beleza! Ônibus velhos, sem horário, sem trocador e com aquelas catracas lá no teto que agarram todo mundo. Realmente bem justo o aumento das passagens!”
Natállia Mathias

“Aumentam as passagens e os ônibus continuam os mesmos, velhos e obsoletos. Normal, devemos merecer isso, pois aceitamos tudo calados!”
Luciano Jesus

 


Publicidade