Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 26/12/2018 05:04

CONGRESSO
De olho nos parlamentares
Jeovah Ferreira
Brasília

“Às vezes, alguém nos faz chorar em dados momentos e, em outros, nos faz dar gargalhadas. Em 19 de dezembro passado, as lágrimas banharam o meu rosto quando foi dada a notícia de que o ministro Marco Aurélio mandou
soltar os presos com condenação após 2ª instância. Eu não conseguia aceitar que os corruptos condenados pelo juiz Sérgio Moro, na Operação Lava-Jato, fossem para suas casas tomar tequila. A decisão chocou o Brasil. Ainda bem que o ministro Dias Toffoli evitou que isso acontecesse. Aquele que me fez chorar no dia de 19, me fez dar gargalhadas no dia seguinte, quando tomei conhecimento de que o senhor ministro determinou que a eleição para presidente do Senado seja por meio do voto aberto, atendendo a mandado de segurança do senador Lasier Martins (PSD-RS), na Suprema Corte. Renan Calheiros não gostou da decisão e disse que a vigorar tal decisão é melhor fechar o Congresso Nacional e entregar a chave ao ministro Marco Aurélio. Nem tanto, senador Renan, o ministro quer o que o povo quer, que a eleição aconteça com lisura. Chega de passar o povo para trás. E mais, senador, os donos dessa Casa, os brasileiros, querem vê-la dirigida por políticos sem nódoa. Políticos que não precisam andar de cabeça baixa. O povo está de olho.”

PT
Revolta por atitude de parlamentares

Ivan Silva
Itabira – MG

“Tem como um país desse ir para frente com políticos como Beatriz Cerqueira e Rogério Correia, do PT, que quebrou o país, com plaquinhas dizendo Lula livre na hora em que o governador Romeu Zema e outros políticos estavam sendo diplomados? Rogério Correia agrediu outro político que tentou tomar a plaquinha. Essas cenas foram divulgadas pelo mundo inteiro, devido à importância do estado, mesmo o PT o tendo jogado no fundo do poço.”

SUPREMO
Assinante questiona o Judiciário

Luciano Nogueira Marmontel
Pouso Alegre – MG

“O presente-bomba de Natal dado pelo ministro Marco Aurélio Mello aos brasileiros seria a soltura de sabe-se lá Deus quantos criminosos, incluindo o grotesco ex-presidente. Felizmente, o embrulho foi interceptado no meio do caminho. Perguntas: os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) podem, a todo momento, mudar as regras do jogo? Já pensaram na tal da segurança jurídica de suas decisões?”

ESPERANÇA
Voto de ministra poderia mudar

Aloisio Caixeta
Belo Horizonte

“Interessante é que quase todos falam que a Rosa Weber não deve mudar sua posição contra a prisão em segunda instância. Não concordo, porque o resultado de seis a cinco foi com o voto favorável de Gilmar Mendes, que não se sabe por que, mas podemos imaginar, mudou seu voto. Por que a Rosa Weber, que parece ser uma pessoa honesta e ética, não poderia também mudar sua opinião? Acredito que ela poderia se convencer da importância da prisão em segunda instância para o fim da impunidade indecente que assola nosso país. Eu acredito.”

PODER
Cidadão critica ministro do STF

Marieta Barugo
São Paulo

“Se a sentença vergonhosa do Ministro Marco Aurélio Mello se concretizasse, acho que ninguém mais teria moral para manter ninguém preso, inclusive sendo do PCC ou não. Que todos fossem liberados, em especial os de Brasília, num salve-se quem puder ou quem puder que se salve. Foi uma ação descarada de um petista enrustido. O pior, na calada do começo do recesso, ou seja, tudo premeditado e pensado. Será que um dia seremos um país sério? De Gaulle já disse, décadas atrás, que não o éramos. A cada ação desse tipo só fico mais crente que o Brasil já era, já foi e não tem mais solução. É muita gente com o poder fazendo o que deve e o que não deve.”


Publicidade