Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Tendência da liderança a distância

Embora a liderança seja virtual, quem a exerce deve investir, sempre que possível, em reuniões presenciais


postado em 19/11/2018 11:48

Há alguns anos, as reuniões a distância eram exclusividade de um grupo muito restrito de executivos ou de jovens em salas de bate-papo. Entretanto, o mundo globalizado demanda um retorno rápido de informações, levando as empresas a utilizar, cada vez mais, esse recurso. A demanda por melhores resultados gera uma redução de custos operacionais na otimização de tempo. A tecnologia digital se tornou um investimento estratégico das organizações.


Uma equipe virtual pode ser definida como um grupo de pessoas que trabalha de forma interdependente com um propósito comum e livre de fronteiras espaciais e temporais. A distância não elimina a constante interação entre os membros. As organizações utilizam a tecnologia disponível para estar simultaneamente nos lugares fundamentais para a ampliação de suas possibilidades de negócios.


O líder virtual se comunica com seus liderados em diferentes lugares, várias vezes ao dia e, comumente, ao mesmo tempo. A concorrência está cada vez mais acirrada e a urgência na tomada de decisões requer o imediatismo proporcionado pelo virtual. Contudo, esse profissional deve estar atento a diversos aspectos, como a definição clara de metas e o local para execução das tarefas para a equipe realizá-las sem maior dificuldade.


Embora a liderança seja virtual, quem a exerce deve investir, sempre que possível, em reuniões presenciais. O relacionamento off-line poderá ser suplementado pelo meio virtual, mas jamais substituído. O computador não tem carisma. O e-mail não sorri e nem tem brilho nos olhos. A motivação deve ser uma preocupação constante. Responder cada e-mail ou solicitação, pela internet ou telefone, o mais rápido possível, e estar sempre à disposição da equipe é fundamental. Os funcionários podem perceber a presença do líder, mesmo a distância.


Uma vez que os liderados virtualmente estão sob pouca ou nenhuma supervisão direta, o cenário requer que possuam características pessoais chamadas “competências virtuais”, como o conhecimento da tarefa a ser executada, iniciativa, capacidade de decisão, responsabilidade, conhecimento das ferramentas de comunicação a serem usadas, bem como automotivação e autonomia para decidir.


Os bons líderes virtuais leem muito, destinam tempo para administrar a relação com a equipe e ainda reler as correspondências, antes de enviá-las. A revisão elimina erros de português e/ou mensagens com possíveis equívocos que possam gerar interpretações inadequadas.


Publicidade