Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Ensinamento das startups brasileiras

Essas jovens empresas balançam os mercados por onde passam e transformam as estruturas de negócios tradicionais


postado em 03/11/2018 05:07

Em meio a especulações de unicórnios e histórias de sucesso se multiplicando, as startups atingem níveis inéditos de maturidade no Brasil. Com o otimismo desse crescimento, o desafio ultrapassa o produto em si e se torna interno: como manter a essência do que se é ao passo em que se cresce exponencialmente? Como lidar com a gestão organizacional em uma marca que dobra de tamanho ano a ano? Ou que recebe dezenas de novos funcionários todos os meses?

Por sua natureza disruptiva, essas jovens empresas balançam os mercados por onde passam e transformam as estruturas de negócios tradicionais, com modelos baseados em tecnologia e inovação com soluções para facilitar a vida de todos. Com a gestão de pessoas interna, isso não é diferente.

 A integração de tantos novos funcionários – não é incomum ver mais de 100 vagas abertas por ano – não seria fácil nem em uma empresa de grande porte, mas as startups surpreendem também nas maneiras de gerenciar novos talentos. Em vez de apostar em fórmulas engessadas e hierarquias pouco produtivas, elas conduzem seus negócios apostando na responsabilidade e autonomia de seus colaboradores. Nesse caminho, a cultura da empresa é reforçada e a empresa investe na preparação desse profissional enquanto, em paralelo, ele desenvolve seus talentos e agrega ao modelo de negócios como um todo.

 O resultado é um sentimento de orgulho e pertencimento, que é a ambição de qualquer empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte. É claro que, na prática, o modelo não é facilmente replicado e os desafios são constantes. A vantagem de estar em uma startup é a velocidade de resposta às urgências: ajustes de rota são feitos em instantes, não existem diretrizes que obriguem a seguir propostas predeterminadas. Na cultura da startup, o aprendizado vem acompanhado de soluções e essa, sim, é uma fórmula que poderia ser adotada no universo corporativo afora.

 Com o mercado de olho nos próximos passos dessas empresas e os investidores dispostos a encontrar sua nova estrela, o crescimento é uma realidade bem próxima para muitos. Para garantir o sucesso a longo prazo, porém, manter a essência de sua cultura e origens é tão importante quanto definir a próxima aquisição estratégica. Afinal, é o que vai garantir que os seus diferenciais não se percam no mar de opções infinitas do mercado.

 


Publicidade