Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Espaço do leitor


postado em 22/10/2018 06:04

Bolsonaro
Atentado em Juiz de
Fora ainda sem resposta


Humberto Schuwartz
Vila Velha – ES

“Lembra-se da morte de Celso Daniel, prefeito de Santo André? Foi queima de arquivo a morte dele e de oito testemunhas, ainda um mistério. Veja o caso ocorrido em Juiz de Fora. O desempregado cujo último salário foi o mínimo, hospedado duas semanas na pensão, a mando de Deus, esfaqueou Bolsonaro e, subitamente, quatro advogados o defendiam. Em seguida, a dona da pensão, com câncer, e um hóspede há três meses, viciado em droga, também morreram. É coincidência digna de esclarecimento pela Polícia Federal.”


ELEIÇÕES
Eleitor aguarda
opinião de FHC


Daniel Marques
Virginópolis – MG

“Acredito que muitos brasileiros estejam decepcionados com a isenção do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) sobre o segundo turno das eleições para presidente do Brasil, entre Haddad e Bolsonaro. Inconcebível que nosso presidente por oito anos, criador do Plano Real e pensador ativo sobre o Brasil, aja com displicência e pouco caso neste momento crucial da democracia. Por outro lado, é bom lembrar que FHC nunca se posicionou contra a descriminalização das drogas enquanto presidente. Mas,  assim que deixou o cargo, assumiu ser favorável à legalização de todas as drogas. Aproveito para ressaltar a carta aberta escrita por historiadores e cientistas sociais do mundo inteiro que admiram e estudam as obras de Fernando Henrique, pedindo que ele assuma uma posição e não ignore o perigo representado por Jair Bolsonaro para a democracia, as instituições, a liberdade de pensamento e pesquisas científicas. A sociedade brasileira aguarda o seu posicionamento juntamente com os demais intelectuais, artistas e formadores de opinião para explicar as consequências de nossas escolhas para presidente.”

Gestão
Revolta com o
transporte público


Marcio Lima
Belo Horizonte

“É uma vergonha esse problema de trocadores em Belo Horizonte e cidades vizinhas, como Contagem, Betim, Sabará, Neves, Nova Lima, Ibirité, Sarzedo e outras. Um cadeirante para descer do ônibus 33-Barreiro, na Cidade Industrial, em frente à fábrica da Vilma, levou três minutos. No Bairro Tirol, um ônibus caiu dentro do córrego, matando o motorista. Parece que Belo Horizonte e cidades vizinhas não têm prefeito, vereador, Ministério Público. Alexandre Kalil afirmou, em sua campanha, que iria abrir a caixa-preta da BHTrans, mas até agora nada. Tem que se levar em conta, também, o problema do Uber. Os taxistas têm que tirar certidão negativa de débito municipal, estadual e federal, enquanto os motoristas de Uber entram em BH livremente, na ‘cara’ dos vereadores, e nada acontece. Na minha família, em junho, morreu um desses motoristas e até ontem não foi pago o seguro Dpvat, que não cobre motorista de Uber.”


EM.COM.BR

Retirada de moradores de áreas de grandes obras em BH pressiona custos e pode superar valor de construções
“Deviam acabar com a indústria da ocupação. A BR-381 é um exemplo. Após o anúncio da duplicação, houve uma febre de
invasões, com o único intuito de extorquir indenização de imóveis
que não estão regularizados e não foram comprados. As leis contra a invasão deviam ser mais severas.”
• Tony Montana

Explosão fere 10 mulheres em Itapecerica; três são atendidas no Hospital João XXIII
“A reportagem nos faz refletir sobre os perigos do álcool na forma líquida, principalmente usado próximo a churrasqueiras.
Se aconteceu com adultos, é sinal de que também é altamente perigoso para as crianças. Vamos ficar na torcida para o pronto restabelecimento das vítimas.”
• Paulo Roberto

“Tinha que ser proibida a venda de álcool em líquido. Somente em gel! Esse não tem gás e, consequentemente, não explode.”
• Minerim de Valadares

Policiais de MG e SP escoltavam empresários em transação malsucedida em Juiz de Fora
“Falsificador de moeda virou ‘empresário’ e policial virou escolta de bandido?”
• Luciano de Castro Lamego


FACEBOOK

Retirada de moradores de áreas de grandes obras em BH pressiona custos e pode superar valor de construções
“Agradeço ao Estado de Minas por ouvir tanto o governo e as entidades envolvidas e também a população afetada por essa obra na Via 710 envolvendo muito dinheiro público e privado. O Ministério Público Estadual precisa investigar.”
• Edson Fernandes

Policiais de MG e SP escoltavam empresários em transação malsucedida em Juiz de Fora
“Que história mal contada! Pode apurar direito, que nesse mato tem coelho!!! E pode colocar a Polícia Federal, porque o corporativismo da Polícia Civil não vai deixar apurar.”
• Antonio Garcia

“Mais uma vez, vemos que o problema no Brasil não está só nas periferias e favelas, mas também nas instituições governamentais. Crime organizado e institucionalizado.”
• Lucio Onofre Soares

“Que pais é esse... Policial escolta empresário com malas de dinheiro falso.”
• Marcos Araújo Kim


Publicidade