Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Gabbardo sobre lista de prioridade: 'Vacinar antes dos idosos é furar fila'

Caminhoneiros, motoristas do transporte coletivo e membros das Forças Armadas foram adicionados na lista do público prioritário para vacinação


29/01/2021 16:54 - atualizado 29/01/2021 18:18

Para João Gabbardo, odos os profissionais devem ser vacinados de acordo com a idade(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Para João Gabbardo, odos os profissionais devem ser vacinados de acordo com a idade (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O coordenador do Centro de Contingência da COVID-19 do estado de São Paulo, João Gabbardo, reagiu nesta sexta-feira (29/01) à notícia de que caminhoneiros, motoristas do transporte coletivo e membros das Forças Armadas estão na lista que estabelece a ordem e público prioritário para vacinação contra a COVID-19. 

“Não acho adequado incluir qualquer atividade profissional antes de vacinar todos os idosos com mais de 60 anos. Isso é furar a fila", escreveu no Twitter. Gabbardo foi braço direito de Henrique Mandetta no Ministério da Saúde. 
 
Segundo ele, todos os profissionais devem ser vacinados de acordo com a idade.

"Depois de vacinar idosos, podemos pensar nas pessoas com doenças crônicas (comorbidades) e após os que apresentam maior risco de serem infectados (trabalhadores do transporte coletivo, segurança, educação, limpeza urbana etc)."

Pelas redes sociais, Gabbardo condenou a atitude do governo federal. "Se todos forem prioridade, ninguém será prioritário”, escreveu. 


Público prioritário para vacinação


Caminhoneiros, motoristas do transporte coletivo e membros das Forças Armadas estão na lista de prioridades do governo Bolsonaro. Na tarde de quinta-feira (28/01) o novo plano que estabelece a ordem e público prioritário para vacinação contra a COVID-19 foi divulgado. 

A lista total tem 27 categorias, entre elas contingentes como idosos e pessoas com comorbidades. Agora com a nova alteração, 77,2 milhões de brasileiros se encaixam nos critérios de prioridade. 
 

Confira a lista de prioridades do Ministério da Saúde


  • Pessoas com 60 anos ou mais e que estejam institucionalizadas
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas
  • Povos indígenas vivendo em terras indígenas
  • Trabalhadores de saúde
  • Pessoas de 80 anos ou mais de idade
  • Pessoas de 75 a 79 anos de idade
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas
  • Povos e comunidades tradicionais quilombolas
  • Pessoas de 70 a 74 anos de idade
  • Pessoas de 65 a 69 anos de idade
  • Pessoas de 60 a 64 anos de idade
  • Pessoas que possuam comorbidades
  • Pessoas com deficiência permanente grave
  • Pessoas em situação de rua
  • População privada de liberdade
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade
  • Trabalhadores da educação do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA)
  • Trabalhadores da educação do ensino superior
  • Forças de segurança e salvamento
  • Forças Armadas
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
  • Trabalhadores de transporte aéreo
  • Trabalhadores de transporte aquaviário
  • Caminhoneiros
  • Trabalhadores portuários
  • Trabalhadores industriais
 
 
*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade