Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Vacina da Moderna contra a COVID-19 passa para estágio avançado de testes

Laboratório afirma que continua a caminho de fornecer cerca de 500 milhões de doses por ano, chegando até 1 bilhão de doses por ano, a partir de 2021


27/07/2020 11:24 - atualizado 27/07/2020 11:43

(foto: JOEL SAGET / AFP)
(foto: JOEL SAGET / AFP)

O laboratório Moderna Inc. afirmou nesta segunda-feira, 27, que iniciou o estágio final de testes em uma candidata a vacina para a COVID-19, com apoio do governo dos Estados Unidos. Este é a primeira pesquisa a ser implementada no programa anticoronavírus "Operation Warp Speed", do governo de Donald Trump.

As notícias do estudo, que testará a resposta à vacina em 30 mil adultos sem registro da doença respiratória, aumentaram as ações da Moderna em 11%. O governo federal dos EUA está apoiando o projeto com quase U$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 5,21 bilhões) e o escolheu como um dos primeiros a entrar na fase de ensaios em larga escala em humanos.

Mais de 150 candidatos a vacina estão em vários estágios de desenvolvimento pelo mundo, com 23 perspectivas em testes em humanos. A Moderna e a empresa britânica AstraZeneca Plc estão liderando a corrida com seus candidatos já em estágio avançado.

Enquanto a rival AstraZeneca disse na semana passada que ainda estava em vias de produzir suas doses até setembro, o laboratório e outras empresas farmacêuticas estão agora visando a entrega de vacinas totalmente testadas até o final deste ano. "Ter uma vacina segura e eficaz distribuída até o final de 2020 é uma meta extensa, mas é a meta certa para o povo americano", disse Francis Collins, diretor do Instituto Nacional de Saúde dos EUA.

A Moderna disse que continua a caminho de fornecer cerca de 500 milhões de doses por ano, chegando até 1 bilhão de doses por ano, a partir de 2021.

O estudo foi desenvolvido para avaliar a segurança do mRNA-1273 da Moderna e determinar se a vacina pode prevenir a COVID-19 sintomática após duas doses. Os cientistas também procuram responder se ela poderá prevenir a morte causada pelo coronavírus, entre outros objetivos.

Outras vacinas que também chegaram a estágios avançados na última semana são as desenvolvidas pela China com apoio do Cansino Biologics, em estudo que causou uma forte reação de anticorpos na maioria dos cerca de 500 voluntários testados; e pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca, que se mostrou segura e produziu resposta imune em ensaios clínicos iniciais em mais de mil voluntários saudáveis.

No Brasil, a vacina chinesa CoronaVac começou a ser testada em voluntários na terça-feira passada, dia 21, e o Instituto Butantã de São Paulo recebeu 20 mil doses do imunizante contra o novo coronavírus e de placebo que serão distribuídas para 12 centros de referência do País. A expectativa do Governo de São Paulo é que, caso haja resposta positiva, ela esteja disponível para a população no início de 2021.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade