Publicidade

Estado de Minas GERAL

Mackenzie cancela vestibular presencial por causa do coronavírus


postado em 16/06/2020 13:49

A Universidade Presbiteriana Mackenzie cancelou a prova presencial do vestibular de inverno, devido à pandemia do novo coronavírus. A avaliação seria em 7 de julho, para as unidades de Alphaville e Higienópolis, e em 18 de julho, para Campinas. Como forma de admitir novos alunos no segundo semestre de 2020, a instituição adotará três modalidades distintas.

Os candidatos concorrerão com a nota mais recente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas valem apenas resultados de 2017, 2018 ou 2019. Caso o estudante não tenha feito nenhuma das três provas, a Mackenzie vai considerar a pontuação em seus dois últimos vestibulares próprios - para o segundo semestre de 2019 e para o primeiro semestre de 2020.

Em última instância, se o aluno não estiver encaixado em nenhum dos critérios citados, será necessário fazer a prova online, marcada para 20 de julho. As inscrições estão abertas até 30 de junho, no site da universidade, com taxa de R$ 100. "Distanciamento social, medidas de restrição e prevenção impossibilitam o processo presencial", justificou a Mackenzie em nota.

As vagas oferecidas são para os períodos matutino, vespertino e noturno, para os seguintes cursos: Administração, Ciências da Computação, Ciências Contábeis e Econômicas, Direito, Engenharia Civil e Engenharias Elétrica/Eletrônica, Mecânica, Civil, Produção e Materiais, Farmácia, Arquitetura e Urbanismo, Design, Fisioterapia, Ciências Biológicas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Letras, Pedagogia, Psicologia, Química, Nutrição, Tecnologia em Gastronomia, Tecnologia em Jogos Digitais, Sistema de Informação, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Teologia.

Entre as principais universidades privadas de São Paulo, a Mackenzie era a única que ainda não havia alterado seu vestibular de inverno por causa das restrições impostas pela covid-19. A realização de provas online e a aceitação de notas do Enem também estão entre as soluções encontradas por outras instituições do ensino superior.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade