Publicidade

Estado de Minas GERAL

Artistas ajudam na conscientização dos mais jovens


postado em 14/06/2020 08:13

Morador de Heliópolis há mais de 30 anos e presidente da Central Única das Favelas (Cufa) do Estado de São Paulo, Marcivan Barreto tem realizado diversas ações neste período de pandemia e apelou até para artistas populares do samba, rap e funk para ajudar na conscientização das pessoas na comunidade.

Marcivan pediu para eles enviassem áudios alertando para o problema do novo coronavírus. Ele está terminando a edição das vinhetas com cantores como Dodô, do grupo Pixote, Ndee Naldinho e Mc Kevin.

A intenção é na próxima semana sair com carro de som pela comunidade para tentar convencer principalmente os mais jovens, que continuam saindo à noite, organizando festas nas ruas, o chamado Fluxo, da importância do isolamento.

"São 65 mil famílias que vivem aqui. A epidemia chegou agora na favela. Na região do Ipiranga houve 110 óbitos, 60 só em Heliópolis. É preocupante", disse ele. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade