Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Brasil registra 751 mortes em 24 horas e bate novo recorde

Maior número de óbitos relatados pelo Ministério da Saúde de um dia para o outro (615) havia sido no boletim de quarta


postado em 08/05/2020 18:43 / atualizado em 08/05/2020 19:33

(foto: AFP/Institutos Nacionais de Saúde)
(foto: AFP/Institutos Nacionais de Saúde)
O Ministério da Saúde confirmou o registro de mais 751 mortes nas últimas 24 horas em decorrência do coronavírus. O número é recorde em relação a registro de óbitos de um dia para o outro no país. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela pasta nesta sexta-feira (8), o Brasil já contabiliza 9.897 óbitos, podendo chegar a 10 mil vidas perdidas neste sábado (9), mesma data em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promete promover um churrasco no Palácio da Alvorada, inicialmente previsto para 30 pessoas e ampliado "para mais de mil". O país tem 145.328 casos confirmados para COVID-19. A taxa de letalidade está em 6,8%. 

Antes, o recorde havia sido registrado no boletim divulgado na quarta (6), quando o Ministério da Saúde relatou a morte de 615 pessoas num período de 24 horas entre as publicações dos boletins. Nessa quinta (7), a pasta havia informado 610 óbitos, enquanto na terça (5) foram 600 vidas perdidas no mesmo período de tempo.

Quanto aos casos confirmados para COVID-19, foram incluídos 10.222 nas últimas 24 horas. O boletim dessa quinta apontava 135.106 pessoas com a doença.
 
São Paulo segue sendo o recordista de casos confirmados e de óbitos. O estado já registrou 41.830 notificações positivas para coronavírus e 3.416 mortes provocadas pela doença. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 15.741 diagnósticos de COVID-19 e 1.503 vidas perdidas. O estado do Ceará vem em terceiro, com 14.956 pacientes infectados e 966 óbitos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade