Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Brasil soma 2.347 mortes por coronavírus; confirmações sobem para 36.599

Número de óbitos aumentou cerca de 10% em 24 horas; taxa de letalidade da doença é de 6,4%


postado em 18/04/2020 16:05 / atualizado em 18/04/2020 21:11

Versão mais recente do boletim epidemiológico foi divulgada pelo Ministério da Saúde neste sábado.(foto: Divulgação/Fiocruz)
Versão mais recente do boletim epidemiológico foi divulgada pelo Ministério da Saúde neste sábado. (foto: Divulgação/Fiocruz)
O número de mortes ocasionadas pelo coronavírus no Brasil subiu para 2.347. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde, na tarde deste sábado. São 206 novos óbitos em relação aos dados de sexta-feira, aumento de 9,6%. Os casos confirmados, por sua vez, chegaram a 36.599. A taxa de letalidade está em 6,4%.

O boletim dessa sexta-feira, por sua vez, apontava, além de 2.141 mortes, 33.682 confirmações. Em um dia, os registros cresceram 8,7%.

São Paulo é o estado em situação mais crítica. Por lá, são 13.894 confirmações e 991 mortes — a taxa de letalidade está em 7,1%. Com 4.543 infectados, o Rio de Janeiro já registrou 387 mortes. Segundo os dados do Ministério da Saúde, 9,5% dos cidadãos que contraíram a doença em solo fluminense morreram.

As maiores taxas de letalidade do Brasil estão no Nordeste. A liderança é da Paraíba, com 12,7%. O estado já registrou 205 confirmações e 26 mortes. Em Pernambuco, cuja letalidade é de 9,3%, foram contabilizados 205 óbitos e 2.193 infecções.

Sudeste concentra casos

Segundo o levantamento do Ministério da Saúde, o Sudeste tem 55,9% de todas as confirmações registradas no Brasil. Juntos, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo somam 20.466 casos.

O Nordeste brasileiro, por sua vez, contabiliza 8.507 doentes — 23,2% dos brasileiros infectados. Os 3.416 casos do Norte são 9,3% do total nacional. O Amazonas é o estado da região mais afetado pelo coronavírus, com 1.897 registros e 161 mortes. Ao lado do Rio, o Amazonas tem 8,5% de taxa de letalidade — a terceira maior do país.

No Sul, são 2.738 casos. Com 962 infectados e 31 óbitos, Santa Catarina lidera as estatísticas da COVID-19 na região. O Centro-Oeste é a região com menos infecções: 1.472, ao todo. O Distrito Federal concentra 762 delas. A unidade federativa tem 3,1% de letalidade, visto que 24 cidadãos morreram por conta do vírus.

 

 

Minas Gerais

Na manhã deste sábado, a secretaria de Estado de Saúde atualizou os números da doença em Minas Gerais. Os óbitos contabilizados são 39 — quatro deles foram registrados nas últimas 24 horas. Há, ainda, 1.077 infectados e 72.991 suspeições. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade