Publicidade

Estado de Minas

Brasil tem quase 300 mortos por coronavírus; número de casos está perto de 8 mil

Dados foram atualizados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quinta-feira


postado em 02/04/2020 16:57 / atualizado em 02/04/2020 17:25

(foto: Divulgação/ Fiocruz)
(foto: Divulgação/ Fiocruz)
O Ministério da Saúde atualizou para 299 o número de mortes por coronavírus no país. Além dos óbitos, o país tem 7.910 pessoas contaminadas pelo vírus. O boletim anterior registrava 241 mortes e 6.836 casos de pessoas diagnosticadas com a Covid-19, um aumento de 24% e 15%, respectivamente. Os dados são atualizados diariamente na plataforma disponível no site da pasta federal.   
Ao contrário do boletim epidemiológico de outros países, o Brasil ainda não divulga o número de pessoas que se contaminaram e foram curadas. Atualmente, o boletim brasileiro divulga o número de mortes, contaminações confirmadas e hospitalizações - esse último diariamente divulgado durante coletiva do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e sua equipe técnica.  
 
São Paulo é estado o que está em situação mais crítica. Do dia 26 de fevereiro, quando estado registrou o primeiro caso da doença no país, até hoje, os paulistas já registram 188 mortes e mais 3.506 pessoas contaminadas pelo vírus. O boletim anterior do ministério divulgava 164 óbitos e 2.981 casos.  A taxa de letalidade em São Paulo é de 5,4%; 1,6% a mais do que a média nacional. 
 
Embora o número assuste, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vem sempre ponderando que ele deve diminuir, já que as secretarias estaduais e municipais deverão aumentar o ritmo de testes nos próximos dias, com a chegada de materiais ao país. Isso deve acarretar em um número maior de casos positivos não letais, reduzindo a taxa.
 
Segundo estado brasileiro a registrar mortes, o Rio de Janeiro possui uma taxa de letalidade de 4,1%. Mesmo assim, o Rio é o segundo estado que mais registra casos, já que registra 41 óbitos e 992 pessoas contaminadas - um aumento de 46% e 19%, respectivamente, em comparação com o boletim anterior.

Ainda no Sudeste, Minas Gerais tem 370 casos e quatro mortes. Na quarta-feira, eram 314 casos e três óbitos registrados. O Espírito Santo registra 120 casos e uma morte - a primeira morte registrada no estado.

Nordeste

O Nordeste continua sendo a segunda região brasileira que mais concentra casos no país. A situação dos nordestinos preocupa ainda mais pelo fato de a região abrigar cerca de 50% das famílias beneficiadas pelo Bolsa Família; ou seja, população mais pobre. 
 
Conforme a atualização do Ministério da Saúde, a região concentra  1.007 casos, 15% de todas as contaminações registradas no país. Por lá, assim como foi registrado em quase todos os boletins, o Ceará continua sendo o estado com mais pessoas contaminadas, registrando 550 casos e 20 mortes - ontem, eram 444 e oito, respectivamente.
 
A Bahia, segundo estado da região com maior número de casos, tem 267 pessoas contaminadas e três mortes. O último boletim registrava 264 casos e dois óbitos.
 
Por outro lado, o Piauí ainda é o estado com a maior taxa de letalidade (21,1%), com 19 casos e quatro mortes. Mais uma vez, segundo Mandetta, esse número deverá cair nos próximos dias, com o aumento da distribuição de testes para as secretarias de Saúde. Além disso, o número de casos no Piauí ainda é bastante baixo, em comparação com outros estados brasileiros. 

Sul

Seguindo o balanço, a Região Sul, terceira região mais populosa do país, tem 833 casos e 11 mortes. Entre esses números, cinco óbitos e 334 contaminações estão no Rio Grande do Sul - ontem eram quatro mortes e 306 casos de pessoas diagnosticadas com a Covid-19.

O Paraná registra quatro mortes e tem 252 casos confirmados da doença. Por último,  Santa Catarina tem 247 casos e duas mortes.
 
O Distrito Federal, que abriga a capital do país, é a quarta unidade federativa, junto com Minas, que mais registra casos (370). No entanto, contabilizando quatro mortes, a taxa de letalidade ainda é baixa e atinge  1,1%.
 
O Centro-Oeste, região menos populosa do país, não é a que apresenta os menores números. Ao todo, a região tem 504 pessoas contaminadas e já registrou duas mortes.
 
Na Região Norte, o Ministério da Saúde já confirmou 337 casos e cinco mortes. A região foi a última a contabilizar casos em todos os estados - Roraima só teve seu primeiro paciente confirmado no último dia 21.

*Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa


O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade