Publicidade

Estado de Minas

Doria rebate tuíte de Carlos Bolsonaro sobre mortes por coronavírus:''Turma do mal''

"Inventam mentiras para enganar a população. Só que dessa vez são vidas que estão em risco", destacou o governador paulista


postado em 29/03/2020 12:12 / atualizado em 29/03/2020 12:29

(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), respondeu a um tuíte do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) em sua conta no Facebook. Nesse sábado, o filho do presidente Jair Bolsonaro deu a entender que o governador paulista estaria inflando o número de mortes pelo novo coronavírus (Covid-19) no estado.

"Médico do SAMU se diz preocupado com o decreto 64.880 do governador Dória. De acordo com a resolução, os falecimentos por infarto, derrame, aneurisma e etc, serão classificados como causa indeterminada ou Covid-19. Dória quer colapsar SP na maior cara de pau!", escreveu o vereador. 


A crítica refere-se ao decreto do governador, "os falecimentos por infarto, derrame, aneurisma serão classificados como causa indeterminada ou covid-19".

No Facebook, Doria disse que "100% dos óbitos contabilizados por coronavírus passam por testes". "Inacreditável até onde vai a irresponsabilidade dessa turma do mal. Inventam mentiras para enganar a população. Só que dessa vez são vidas que estão em risco", destacou.
O governador explicou ainda que o decreto publicado permite que qualquer médico no Estado de SP ateste óbitos no local, e não a causa da morte por COVID-19 sem o teste. "Segue protocolo internacional adotado durante epidemias e recomendações da Organização Mundial da Saúde e do próprio Ministério da Saúde", destacou.

"O caso somente será contabilizado como COVID-19 após o teste dar positivo. Aliás, quem contabiliza e divulga o balanço oficial das mortes por COVID-19 é o Ministério da Saúde, não o Governo de SP", rebateu. 



Na manhã deste domingo, Carlos Bolsonaro postou um vídeo antigo no qual João Doria aparece dançando no palanque de um bar, ao som da música 'Não Quero Dinheiro (Só Quero Amar)', de Tim Maia.



Também neste domingo, Doria publicou um gráfico que mostra a desacelaração do número de infectados pela Covid-19 em São Paulo. "O crescimento no Estado está proporcionalmente menor que no resto do Brasil, graças às medidas de isolamento adotadas e a cooperação da população. Ainda assim, os números estão crescendo, o que reforça a importância de ficar em casa. Isso é fundamental para evitar que mais pessoas sejam contaminadas e salvar vidas", escreveu.


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade