Publicidade

Estado de Minas

Número de mortes por coronavírus no Brasil sobe 36%; ao todo são 77

Todas as regiões brasileiras confirmam óbitos relacionados à pandemia da COVID-19


postado em 26/03/2020 17:17 / atualizado em 26/03/2020 18:32

(foto: Reprodução/ Internet)
(foto: Reprodução/ Internet)

Um mês após o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde registra mortes relacionadas à doença em todas as regiões do país. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado no final da tarde desta quinta-feira (26), são 77 óbitos em todo o Brasil, um salto de mais de 36% em comparação com o último levantamento. Além disso, jão são 2.915 casos do novo coronavírus no país.  

Até a última terça-feira, apenas o Rio de Janeiro e São Paulo registravam mortes por causa da COVID-19. Contudo, 24 horas depois, o Ministério da Saúde já confirmava óbitos no Amazonas, Pernambuco e Rio Grande do Sul, deixando apenas a Região Centro-Oeste fora da lista de mortos. Mas, nesta quinta, uma morte foi confirmada no estado de Goiás.

Segundo o boletim, São Paulo segue sendo o estado em situação mais crítica, com 1.052 casos e 58 mortes. Nessa quarta, 48 pessoas já haviam morrido por causa da doença e 862 estavam contaminadas. Enquanto isso, o Rio de Janeiro, segundo estado que mais contabiliza casos, tem 421  pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus, além de nove mortes.

A Região Sudeste ainda é a que apresenta o maior número de infecções, registrando 1.665, 1.208 casos a mais do que o Nordeste, segunda região que mais tem casos. Minas tem 153 (no último boletim registrava 133), e o Espírito Santo segue com 39.
 
O Nordeste já tem 457 pessoas contaminadas, 15,7% do total registrado no país. O estado mais crítico de lá segue sendo o Ceará, com 235 casos e três mortes. Seguindo a lista, a Região Sul, tem 392 casos e duas mortes.

O Centro-Oeste, apesar de ser a região menos populosa do Brasil, não é a que aparece com menor número. Por lá já foram registrados 275 casos, contra 126 na Região Norte.

(foto: Divulgação/ Ministério da Saúde)
(foto: Divulgação/ Ministério da Saúde)


Outros dados 


Na coletiva da tarde desta quinta-feira, também foi apresentado uma nova plataforma do ministério que apresenta maiores detalhes sobre as pessoas contaminadas ou das mortes relacionadas à Covid-19.

De acordo com os dados, a faixa etária de 60 a 69 anos é a que apresenta o maior número de casos. Já a faixa etária entre 80 e 89 é a que mais registrou óbitos. Além disso, 58% dos casos confirmados são homens; em relação às mortes, esse número aumenta para 68%.

Os dados apresentados pela pasta federal também apontam que, de 26 de fevereiro (quando foi confirmado o primeiro caso no país) até essa quinta-feira, o número de casos notificados por dia saltou de um para 482. 

Outro número relevante apontado é em relação às pessoas hospitalizadas. Das 391 pessoas internadas, 341 estão em estado grave.

A pasta federal também levantou que já distribuiu 6,69 milhões de máscaras em todo o país. São Paulo foi o estado que mais recebeu as mercadorias, sendo 1,435 milhão. Por outro lado, Roraima só recebeu 15 mil máscaras - o estado foi o último a registrar casos da Covid-19.   

Além disso, 940 mil máscaras foram enviadas à Polícia Federal e 349 mil aos hospitais federais. Por fim, 120 mil foram encaminhadas à administração penitenciária.

*Estagiário sob supervisão do subeditor Eduardo Murta


Publicidade