Publicidade

Estado de Minas GERAL

Defesa de João de Deus diz que habeas corpus foi negado liminarmente pela Justiça

Caso a decisão seja mantida também no mérito, a estratégia será entrar com um novo pedido para trocar a prisão preventiva por outra medida cautelar, como a prisão domiciliar


postado em 18/12/2018 17:09 / atualizado em 18/12/2018 18:07

João de Deus está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia desde o último domingo(foto: G1 GO/Reprodução )
João de Deus está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia desde o último domingo (foto: G1 GO/Reprodução )

O advogado Thales Jayme, que atua na defesa do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, disse ao Broadcast Político que o habeas corpus impetrado para revogar a prisão preventiva do líder religioso foi negado liminarmente pela Justiça de Goiás. Agora, os defensores querem que o tribunal analise o mérito da questão.

Caso a decisão seja mantida também no mérito, a estratégia será entrar com um novo pedido para trocar a prisão preventiva por outra medida cautelar, como a prisão domiciliar.

João de Deus está preso no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia desde o último domingo, 16. Ele é acusado de crimes de abuso sexual e, nesse primeiro momento, a investigação se concentra em 15 casos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade