Publicidade

Estado de Minas

Relógios devem ser adiantados em uma hora à meia-noite de domingo

A mudança vale para os Estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e para o Distrito Federal.


postado em 03/11/2018 08:41 / atualizado em 03/11/2018 09:16

(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press.)
(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press.)

Começa na madrugada deste domingo, dia 4, o horário de verão, quando, à meia-noite, os relógios deverão ser adiantados em uma hora. A mudança vale para os Estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e para o Distrito Federal.

Neles, com a exceção de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, os portões dos locais de aplicação da prova do Enem serão fechados às 13h, horário de Brasília - o exame começa a ser aplicado 30 minutos depois. 

Para os estudantes residentes na Região Nordeste, além dos que moram em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Amapá e Tocantins, os portões serão fechados às 12h, horário local. No Amazonas, Rondônia e Roraima, só será permitida a entrada de estudantes nos locais de prova até as 11h. No Acre, o limite é às 10h.

O início do horário de verão chegou a ser motivo de um impasse no governo federal, que já havia adiado seu início em razão do segundo turno das eleições. Para a realização do Enem, a Presidência cogitou realizar nova alteração, o que acabou descartado. O horário segue vigente até a madrugada de 16 de fevereiro de 2019, quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora. 

Preparação

Os coordenadores de cursinhos pré-vestibular indicam descanso para o aluno tentar driblar os efeitos do horário de verão. Os candidatos têm de ficar atentos para não chegarem atrasados. O coordenador do Anglo Vestibulares, Daniel Perry, afirmou que dormir uma hora mais cedo neste sábado, 3, pode ser uma estratégia para que o candidato não tenha sono na hora da prova. "Visitar com antecedência o local de prova também ajuda a tranquilizar o aluno antes do exame", disse Perry.

O professor de História da plataforma Descomplica, Renato Pellizzari, acredita que a noite que antecede o Enem é bem difícil para o candidato que vai realizar a prova. "O aluno fica ansioso e às vezes perde o sono. Mas descansar, tentar dormir mais cedo, ter uma boa alimentação e ficar de olho no relógio são dicas importantes para o candidato", explica Pellizzari.

O coordenador de Química do cursinho Etapa, João Pitoscio, afirmou ser uma boa dica ajustar o relógio biológico previamente. "O candidato pode dormir um pouco mais cedo para o organismo se acostumar com o novo horário de verão."

Os irmão gêmeos Guilherme e Tiago Gomes de Almeida Araújo, de 18 anos, estudantes do Objetivo, acreditam que o início do horário de verão é prejudicial porque vão perder uma hora de sono justamente no dia da prova do Enem. "Uma hora a menos de descanso pode prejudicar. Vamos tentar dormir mais cedo", dizem os irmãos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade