Publicidade

Estado de Minas GERAL

Professor é afastado de colégio de SP por suspeita de assediar aluna de 11 anos


postado em 25/09/2018 16:35

Um professor de educação física de 41 anos foi afastado do trabalho por suspeita de assediar sexualmente uma aluna de 11 anos durante as aulas na Escola Estadual Professora Marina Cintra, na Consolação, região central de São Paulo.

Segundo reportagem do Jornal Agora, a vítima relatou aos pais, e posteriormente ao colégio e à Polícia Civil, que o professor perguntou sua idade, se ela perderia a virgindade com ele e se lhe mandaria nudes (fotos nua). Também está sendo apurada a possibilidade de que mais crianças tenham sido assediadas pelo educador.

A Polícia Civil investiga o caso por meio de inquérito instaurado pelo 4ºDP (Consolação). Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a vitima foi ouvida junto com o seu responsável. O caso foi registrado como "aliciar, assediar, instigar ou constranger", com base no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que após receber as graves denúncias de pais e alunos da EE Professora Marina Cintra, a Diretoria Regional Centro afastou imediatamente o professor temporário, que não voltará à unidade. No texto, a Pasta diz que repudia toda conduta deste tipo, considerando o caso inadmissível.

Segundo a legislação, o docente tem três dias para apresentar a defesa durante o processo de averiguação aberto na Diretoria Regional, a partir das denúncias recebidas. Testemunhas e vítimas também serão ouvidas. Caso comprovadas as denúncias, o contrato de trabalho do professor será extinto e ele demitido.

A Diretoria de Ensino já comunicou o caso ao Ministério Público e também ao Conselho Tutelar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade