Publicidade

Estado de Minas GERAL

Museu Nacional estava irregular perante os bombeiros, admite vice-diretora


postado em 05/09/2018 16:34

A vice-diretora do Museu Nacional, Cristiana Serejo, admitiu na tarde desta quarta-feira, 5, que o imóvel estava irregular perante o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro. A polêmica em relação a isso começou quando, no final da manhã desta quarta-feira, os bombeiros emitiram nota afirmando que o prédio estava irregular perante a instituição, por falta do certificado de aprovação.

"Após análise de toda a documentação relativa ao Museu Nacional, o Corpo de Bombeiros confirma que o órgão não tem o Certificado de Aprovação (CA) da corporação, o que significa que está irregular no que diz respeito à legislação vigente de segurança contra incêndio e pânico", afirmou a nota.

A vice-diretora chegou a negar que o prédio estivesse irregular, porque o alvará não é necessário para esse tipo de imóvel. "Esse alvará não era necessário por ser (o Museu) uma instituição federal, por isso era isento. Mas as inspeções anuais eram feitas, e nós estávamos sim com os extintores em dia, e havia uma inspeção periódica", afirmou. Cristiana não soube dizer quando ocorreu a inspeção mais recente dos bombeiros.

Às 15h45, no entanto, a vice-diretora admitiu que faltava ao prédio o certificado de aprovação. "Estávamos tratando de providenciar isso, de atender essas exigências dos bombeiros. Teve a burocracia da liberação de verbas, só agora teríamos o dinheiro (R$ 21,7 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para atender as normas", lamentou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade