Publicidade

Estado de Minas GERAL

Incêndio atinge casarão no centro de Salvador


postado em 04/09/2018 12:16

Um incêndio atingiu um casarão na Baixa dos Sapateiros, no centro de Salvador, na noite da segunda-feira, 3. Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve vítimas.

De acordo com os Bombeiros, as chamas destruíram um casarão comercial na avenida José Joaquim Seabra, na Baixa dos Sapateiros.

Segundo testemunhas, as chamas começaram por volta das 21h40.

Cerca de 40 militares foram deslocados para combater as chamas e foram debeladas no início da madrugada desta terça-feira, 4.

Os militares solicitaram apoio à Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e ao Corpo de Fuzileiros Navais.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), cinco caminhões-tanque e quatro carros-pipa foram empregados no combate às chamas.

A Baixa dos Sapateiros é uma região comercial no centro de Salvador nas proximidades do Pelourinho.

Idoso

Não há confirmações sobre vítimas, mas um idoso de 85 anos, identificado como José Moura de Carvalho, que seria o proprietário de uma das lojas atingidas pelo incêndio, estaria desaparecido. Familiares informaram que ele dormia no local, e até a manhã desta terça, não teria dado notícias.

Nos casarões, que ficaram completamente destruídos, funcionavam cinco lojas de confecções, bijuterias e uma serralheria. Ainda não se sabe o que provocou o incêndio. Somente a perícia vai determinar a causa.

O grupo de bombeiros enviado ao local teria atuado fortemente no combate às chamas, que se espalharam rapidamente, devido à grande quantidade de material inflamável. A ação dos profissionais evitou ainda que as labaredas atingissem outros estabelecimentos localizados na região.

No período da manhã, os bombeiros continuam na área, atuando na operação rescaldo dos focos ainda existentes, para evitar a retomada do incêndio. Como a região é de grande circulação de veículos, o trânsito foi bloqueado nas imediações e desviado para o Vale de Nazaré.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade