Publicidade

Estado de Minas GERAL

Imprensa internacional destaca incêndio e falta de verbas para manutenção


postado em 03/09/2018 12:25

O incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, foi destaque dos principais jornais do mundo na manhã desta segunda-feira, 3. A maioria das notícias destacou a falta de verbas para manutenção do mais antigo centro de ciência do País, que havia completado 200 anos em junho. Seu acervo reunia 20 milhões de peças.

O site da rede britânica BBC colocou a notícia em sua manchete, ressaltando que o corte de financiamento foi uma das causas do incêndio. "O museu, o mais antigo do Brasil, é gerenciado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e o governo federal tem lutado contra desequilíbrios orçamentários nos últimos anos. O déficit era cerca de 8% do PIB em 2017", destaca a notícia.

O jornal espanhol El País colocou o tema como destaque principal da área de Internacional no site. A notícia contava um pouco da história do Museu Nacional e lembrava que o local abrigava ossos de dinossauros e o esqueleto mais antigo da América. "O museu não recebia todos os 100 mil euros que necessitava para sua manutenção havia quatro anos, disseram fontes à imprensa brasileira". Com a notícia, um vídeo de visita guiada no local mostra como era uma parte do museu.

O jornal argentino La Nación também destacou o incêndio no Rio de Janeiro em sua sessão Mundo e publicou uma matéria falando da história do Museu Nacional e das milhões de peças destruídas, além de citar a crise financeira no local. "O Museu Nacional era muito afetado pela crise econômica do país e chegou a fechar por duas semanas em 2015 por falta de recursos. Seu diretor Alexander Kellner reclamava constantemente da falta de dinheiro, que dificultava a manutenção do histórico edifício.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade