Publicidade

Estado de Minas

Rebelião na Casa de Custódia de Curitiba chega ao fim


postado em 05/07/2018 10:48

Curitiba, 05 - A rebelião que ocorria na Casa de Custódia de Curitiba (CCC) foi encerrada na manhã desta quinta-feira, 5, às 8h, após a liberação do último dos cinco agentes penitenciários que era feitos reféns. A rebelião teve início na noite de domingo, dia 1º, e se concentrou na Galeria 1 da cadeia, com 172 presos envolvidos no motim.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança, não houve feridos entre presos e reféns. Os agentes foram encaminhados para atendimento médico.

Entre as principais reivindicações do grupo, que pertence a uma facção conhecida como Máfia Paranaense, estava a transferência de sete detentos que estão em presídios do interior para a unidade. Eles também pediam que presos de outras facções fossem retirados da Casa de Custódia.

O capitão da Polícia Militar Marcos Roberto, que acompanhou o caso, disse que os reféns passam bem. "Eles mostravam consciência, orientação, mas estavam abatidos por causa do tempo, sob a pressão, sem luz ou água", disse o militar.

(Julio Cesar Lima, especial para a AE)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade