Publicidade

Estado de Minas

Motociclistas protestam no primeiro dia de pedágio na região de Ribeirão Preto


postado em 18/05/2018 18:18

Motociclistas fizeram buzinaços ao passarem pelas cabines de pedágio da Rodovia Anhanguera (SP-330) e de outras duas pistas da região de Ribeirão Preto nesta sexta-feira, 18. O motivo é que este é o primeiro dia de cobrança de motocicletas, até então isentas do pagamento do pedágio.

Muitos trabalhadores e estudantes usam as motos para se deslocarem de cidades próximas até Ribeirão. Revoltados, eles protestaram na Rodovia Atílio Balbo (SP-322), em Sertãozinho, uma das que passaram a fazer cobrança.

As duas cabines de atendimento da rodovia voltadas às motos não deram conta do movimento. O jeito foi liberar as cancelas para a passagem gratuita No horário de pico. A concessionária da pista informou, porém, que o problema já está sendo solucionado.

O pagamento também está sendo exigido na Rodovia Armando de Sales Oliveira (SP-322), em Pitangueiras (SP), e em duas praças de pedágio da Anhanguera, nos municípios paulistas de Ituverava e Sales Oliveira. A tarifa para as motos vão de R$ 2,85 a R$ 5,50 e correspondem à metade do valor pago pelos carros.

Queda

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) diz que a cobrança das motocicletas faz parte da 4ª etapa do Programa de Concessões Rodoviárias. E que a medida propiciou a redução dos valores cobrados dos motoristas de carros, que estão pagando até R$ 2,65 a menos nos pedágios da região.

(Rene Moreira, especial para o Estado)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade