Publicidade

Estado de Minas

Celulares piratas de Goiás e Distrito Federal são bloqueados pela Anatel


postado em 09/05/2018 17:36

Os celulares irregulares de usuários do Distrito Federal e de Goiás começaram a ser desconectados nesta quarta-feira, 9. A desativação faz parte da decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de combate aos celulares "piratas". O bloqueio, porém, só vale para aparelhos registrados a partir de 22 de fevereiro.

A Anatel enviou uma mensagem de texto via SMS para cada celular considerado irregular dizendo "Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares".

O desligamento, diz a Anatel, é justificado porque os aparelhos piratas podem ser perigosos para saúde dos usuários. Esses aparelhos costumam ter uma grande quantidade de chumbo e cádmio, não possuem garantias de limites de radiações eletromagnéticas e usam materiais de baixa qualidade como carregadores e baterias sujeitos a quebras e explosões.

Estima-se que um milhão de novos aparelhos irregulares entrem nas redes das operadoras mensalmente.

Como saber

A Anatel criou uma forma de os usuários tirarem dúvidas se o seu celular é ou não um aparelho pirata. Para isso, basta verificar a situação do IMEI, o número de identificação único e global do aparelho, no portal da agência reguladora.

Outra forma fácil de descobrir se o aparelho é regular é verificar, antes de comprar um aparelho, se o número de IMEI que aparece na caixa é o mesmo que surge quando é discado *#06# no celular.

"Caso os números apresentados sejam diferentes, há uma grande chance de o aparelho ser irregular", diz a Anatel em nota.

Cronograma

Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins e os estados das regiões Sul e Centro-oeste terão os aparelhos irregulares bloqueados dia 8 de dezembro. A mensagem, informando que o aparelho será desconectado, começa a ser disparada para os telefones irregulares no dia 23 de setembro.

Para os estados da região Nordeste e demais estados das regiões Norte e sudeste, o encaminhamento das notificações começam dia 7 de janeiro de 2019 e o bloqueio dos aparelhos a partir de 24 de março do próximo ano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade