Publicidade

Estado de Minas

Polícia apreende metralhadora de guerra avaliada em R$ 300 mil em Ribeirão Preto


postado em 11/04/2018 11:00

Sorocaba, 11 - Uma metralhadora calibre ponto 30, arma usada em zonas de guerra para derrubar aeronaves, foi apreendida na tarde desta terça-feira, 11, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, a arma é capaz de disparar 600 tiros por minuto e tem preço de mercado em torno de R$ 300 mil.

A metralhadora estava num salão de festas, no bairro Jardim Florestan Fernandes, na zona norte da cidade paulista, e foi apreendida por uma equipe da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise). O dono do local foi preso, mas se negou a informar a origem do armamento.

Segundo o delegado da Polícia Civil, João Osinski Júnior, não há registro anterior de apreensão dessa arma no Estado. Segundo ele, esse tipo de armamento geralmente não pertence a uma quadrilha, mas é alugado para grandes assaltos.

Como a metralhadora ponto 30 pode disparar munição do fuzil 762, ele acredita que a arma pode ter sido usada em um grande assalto a uma empresa de transporte de valores, em julho de 2016, em Ribeirão Preto. No ocasião, cápsulas dessa munição foram encontradas no local do roubo.

As metralhadoras são armas automáticas, projetadas para disparar tiros sucessivos a partir de um cinturão de munição e foram aperfeiçoadas durante a primeira e a segunda guerras mundiais.

Usadas sobre tripés, as metralhadoras ponto 30 e ponto 50 têm potência para perfurar chapas de aço e blindagem de veículos, por isso são utilizadas em ações contra carros-fortes. Conforme a Polícia Civil, essas armas são adquiridas na Europa e Estados Unidos e entram no Brasil clandestinamente.

(José Maria Tomazela)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade