Publicidade

Estado de Minas

Alckmin inaugura monotrilho e defende investimento em infraestrutura


postado em 06/04/2018 13:36

São Paulo, 06 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), comemorou entrega de estações de metrô feitas nesta Sexta-feira na capital paulista - e mostrou intenção de apostar fortemente nos projetos de infraestrutura se conseguir se alçar à Presidência da República. "O desafio do mundo inteiro, não só do Brasil, é emprego e renda. E o que mais gera muito emprego e renda? Metrô, trem, estrada, aeroporto, água, esgoto, moradia. É construção", disse.

Alckmin inaugurou nesta manhã um novo trecho da linha 15-Prata do metrô, em sistema de monotrilho. Com extensão de 5,5 quilômetros, o trecho inclui quatro novas estações: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. Agora, a linha passará a ter 7,8 quilômetros de extensão, ligando a Vila Prudente (onde há integração com a linha 2-Verde do metrô) à Vila União.

As quatro estações começam a funcionar em esquema de operação assistida. Estarão abertas de segunda a sexta-feira entre 10h e 15h, sem cobrança de tarifa até a estação Oratório.

A implantação da linha tem um custo total de R$ 5,2 bilhões, valor que compreende a construção de 15,3 quilômetros de vias e 11 estações entre Vila Prudente e Jardim Colonial (antiga Iguatemi), além da compra de 27 trens e três novos terminais de ônibus na região da Vila Prudente.

Atrasos

Quando anunciado, o monotrilho tinha a previsão de inaugurar dez estações até 2011. No ano seguinte, o prazo foi estendido até 2012, quando novamente foi protelado para 2014. Em 2017, por fim, o governo do Estado declarou que a abertura ocorreria no primeiro semestre de 2018. Para junho, está prevista a abertura das Estações Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.

(Letícia Fucuchima e Priscila Mengue)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade