Publicidade

Estado de Minas

Operadora brasileira toma medidas de segurança após ataque cibernético na Europa

Vivo divulgou nota em que diz que seu sistema telefônico não sofreu alterações, mas sites do Tribunal de Justiça e do Ministério Público de São Paulo saíram do ar nesta sexta


postado em 12/05/2017 17:02 / atualizado em 12/05/2017 17:41

O vírus ransomware que atacou hospitais do Reino Unido e empresas espanholas nesta manhã já chegou a  74 países, como Taiwan, Rússia, Portugal, Ucrânia, Turquia, entre outros. O mega-ataque começa a repercutir no Brasil e a companhia telefônica Vivo divulgou nota em que diz que seu sistema não foi afetado, já que a espanhola Telefónica foi atacada.

"A Telefónica Espanha informa que na manhã de hoje foi detectado um incidente de segurança cibernética que afetou alguns computadores de colaboradores que estão na rede corporativa da empresa. Imediatamente, foi ativado o protocolo de segurança para tais incidentes com a intenção de que os computadores afetados voltem a funcionar o mais rapidamente possível", informou.


Ao fim da nota, a empresa diz que "a Telefônica Brasil não foi impactada pelo incidente de segurança, mas, mesmo assim, está tomando medidas preventivas para garantir a normalidade de sua operação."

Os sites do Tribunal de Justiça e do Ministério Público de São Paulo saíram do ar nesta sexta-feira, embora o ataque não tenha afetado os sistemas. Os computadores da Previdência e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram desligados e funcionários da Petrobras foram instruídos a salvar e desligar os equipamentos por 15 minutos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade