Publicidade

Estado de Minas

Diretor do Einstein sugere maior troca com setor público


postado em 16/07/2014 12:49 / atualizado em 16/07/2014 13:29

O membro da diretoria do Hospital Israelita Albert Einstein Reynaldo André Brandt disse nesta quarta-feira, 16, durante o Fórum Estadão sobre saúde, que é preciso uma maior participação do setor privado na elaboração das políticas nacionais de saúde. Segundo ele, o segmento tem muito a contribuir com a sua experiência, tendo em vista o grande número de profissionais e equipamentos de saúde.

"O sistema privado de saúde é chamado de suplementar, mas é alvo de desejo da maioria da população, o que mostra que existe algo errado nessa formulação", comentou Brandt durante o painel "Cenário da saúde privada no Brasil e desafios de regulamentação dos planos de saúde".

Segundo ele, a Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP) já apresentou uma lista aos candidatos à presidência com 12 propostas para o setor. Além de uma integração efetiva entre os setores públicos e privados, os tópicos abordam a necessidade de aumentar o volume e eficiência da aplicação de recursos e fomentar a inovação científica e tecnológica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade