Publicidade

Estado de Minas

Jornalistas são detidos e agredidos; ação é condenada


postado em 23/02/2014 09:40

A Polícia Militar deteve seis jornalistas - quatro repórteres e dois fotógrafos que cobriam a manifestação. A jornalista do Estado Bárbara Ferreira Santos foi detida e levou um golpe de cassetete de um PM na cabeça. O repórter fotográfico do Estado Evelson de Freitas também foi golpeado por um cassetete na mão.


Sérgio Roxo, de O Globo, foi dominado com uma gravata e jogado ao chão. Paulo Toledo Piza, do G1, também foi detido. Às 20h30, os primeiros jornalistas foram soltos. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiou a ação. "Não é possível que a polícia paulista continue a praticar a brutalidade que vem praticando", disse Celso Schröder, presidente da entidade. "A polícia não pode decidir o que deve ser divulgado."

"Tentar impedir o trabalho da imprensa é atentar contra o direito da sociedade à informação e, em última análise, contra a democracia", disse o presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), José Roberto de Toledo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade