Publicidade

Estado de Minas

Beija-Flor canta ao rei Roberto Carlos na Sapucaí


postado em 08/03/2011 07:04 / atualizado em 08/03/2011 08:09

Roberto Carlos participou do desfile em sua homenagem(foto: RICARDO MORAIS)
Roberto Carlos participou do desfile em sua homenagem (foto: RICARDO MORAIS)


Última escola do Grupo Especial a entrar na avenida na segunda noite de desfiles no Rio de Janeiro, com o enredo "A Simplicidade de um Rei", a Beija-Flor de Nilópolis conta a vida do cantor Roberto Carlos, desde a infância em Cachoeiro de Itapemirim (ES), passando pela Jovem Guarda, até chegar aos dias de hoje.

Mas Roberto Carlos não era a primeira opção da Beija-Flor. Inicialmente, a escola iria falar sobre a cidade de Florianópolis (SC), enredo que acabou ficando com a Grande Rio. "Quem deu a ideia de fazer o desfile sobre o Roberto Carlos foi o Anízio (Abraão, presidente de honra da escola). Nós nos encontramos com o Roberto e ele gostou da ideia logo de cara. Ainda perguntou se sua vida daria um enredo bom o suficiente para a escola do coração dele ser campeã", conta o diretor geral de carnaval e harmonia da agremiação, Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, conhecido como Laíla.

Apesar de, no ano passado, o rei ter proibido a venda da biografia não autorizada "Roberto Carlos em detalhes", do jornalista Paulo César de Araújo, segundo Laíla o cantor deixou toda a criação do enredo a critério da escola. "Palpites ele deu é claro, é a vida dele. Mas não houve nenhuma imposição", garante. O samba fala inclusive da mãe do cantor, que morreu em abril do ano passado. "Não tem como contar a vida dele sem falar dos pais", explica o representante da Beija-Flor. A escola recebeu um patrocínio de R$ 2 milhões da Nestlé, que em 2010 sorteou 50 calhambeques iguais ao modelo eternizado pelo cantor.

Galeria: veja as fotos do segundo dia de desfiles

Galeria: veja as fotos do primeiro dia de desfiles
 

Este ano a Beija-Flor leva para a Marquês de Sapucaí oito carros alegóricos e 3,8 mil componentes, divididos em 45 alas. De acordo com Laíla, o ponto forte da escola sempre foram as alas formadas por membros da comunidade. "As alas são preparadas para isso, ensaiamos duas, três vezes por semana. Tivemos bastante tempo para nos prepararmos", explica.

"Nós sempre entramos para ganhar", afirma Laíla, quando questionado sobre as expectativas para o desfile. E o diretor não está apenas sendo otimista. A Beija-Flor tem seis títulos do Grupo Especial, sendo o mais recente de 2008. No ano passado a agremiação alcançou o terceiro lugar, após a vice-liderança em 2009.


Publicidade