Publicidade

Estado de Minas

Por dentro do mercado


postado em 22/09/2019 04:00 / atualizado em 20/09/2019 17:31

(foto: GUSTAVO XAVIER/divulgação)
(foto: GUSTAVO XAVIER/divulgação)

 

Morar mais por menos

Chique e econômico 

 

A Morar Mais por Menos chega à sua 13ª edição com o conceito do “chique que cabe no bolso”. A mostra começou quarta-feira passada e vai até 22 de setembro. Num casarão no Bairro Cidade Jardim, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, 72 arquitetos e designers de interiores e 33 artistas plásticos se dividirão em 36 espaços, mostrando as novidades e tendências do mercado. A mostra se concentra em cinco pilares principais: sustentabilidade, brasilidade, inclusão social, tecnologia e inovação e customização.

 

Durante as semanas de visitação, o público poderá contar com produtos e serviços com melhor custo/benefício aplicado em móveis, objetos decorativos, pisos e revestimentos. “Na verdade, vai muito além de uma mostra, já que seu objetivo é criar uma experiência diferenciada, possibilitando ao visitante levar para casa tudo que o encantou”, comenta Josette Davis, curadora em Minas Gerais.

Além dos ambientes decorados, a programação conta com bandas, DJs e oficinas variadas. Serão montados quatro espaços gourmets. As alas gastronômicas terão temáticas diferentes, que serão: Harley Davidson e Estrada Real.

 

13ª Edição Morar Mais por Menos

 

Data: até 22 de setembro

Local: Rua Conde de Linhares, 434, Cidade Jardim

Horário: de quarta a sexta-feira, das 16h às 22h; sábado, das 13h às 22h; domingo e feriado, das 13h às 19h

Valor: R$ 50 (inteira). Maiores de 60 anos e estudantes pagam meia (mediante apresentação de documento comprobatório).

Pet friendly – confirmar regras na recepção.

Informações: bhapoio@morarmais.com.br ou pelo telefone (31) 3261-6584 

 

 

SINDUSCON

Resultado do CUB/m² desonerado

O CUB/m² desonerado aumentou 0,13% em julho/19, acumulando elevação de 1,57% de janeiro a julho/19 e 4,33% nos últimos 12 meses (ago/18-jul/19). A metodologia de cálculo do CUB/m² e do CUB/m² desonerado é a mesma, ou seja, ambos seguem as determinações da Lei Federal 4.591/64 e da ABNT NBR 12.721:2006. A diferença encontra-se no percentual de encargos sociais incidentes sobre a mão de obra.  No CUB/m², que não considera a desoneração da  mão de obra, os encargos previdenciários e trabalhistas (incluindo os benefícios da Convenção Coletiva de Trabalho) totalizam 189,03%. Já no CUB/m² desonerado, os encargos previdenciários e trabalhistas (também incluindo os benefícios da Convenção Coletiva) somam 158,82%.

 

 

JRN

Iluminação sustentável

O Quinta Alto Umuarama está em obras e é o primeiro loteamento aberto de Uberlândia a contar com 100% de iluminação em LED. Cada vez mais essas lâmpadas ganham espaço no mercado devido às inúmeras vantagens que apresentam. “A combinação de um longo tempo de vida, baixa necessidade de manutenção e controle inteligente formam uma alternativa muito mais interessante para todos”, explica Rodrigo Pizzani, gestor da obra do Quinta Alto Umuarama, que tem lotes a partir de 250 metros quadrados (m²), 5.800m² de área verde, três grandes praças, planejamento viário inteligente, monitoramento 24 horas e diversos conceitos com foco na convivência, qualidade de vida e sustentabilidade. Outra grande vantagem das luzes de LED para sistemas públicos é que elas se acendem imediatamente quando ligadas, e podem ser desligadas e ligadas frequentemente, sem afetar a vida útil ou mesmo a qualidade. “E uma fonte de alimentação de baixa tensão é suficiente nesse caso, o que facilita seu uso conectado com baterias, pilhas e energia solar”, acrescenta o gestor da obra do Quinta Alto Umuarama, loteamento que leva a assinatura da JRN Empreendimentos.

 

ALOCAT

Fiança social para locação

A Associação dos Locatários, Locadores, Proprietários e Adquirentes de Imóveis no Brasil – Alocat, criada em Belo Horizonte, disponibiliza para seus associados o modelo chamado fiança social. “A fiança social chega para oferecer às pessoas dos diversos níveis socioeconômicos uma alternativa às tradicionais e difíceis garantias de aluguel adotadas pelo mercado. O locador tem a segurança que precisa e o locatário não precisará sair em busca de garantias como fiador tradicional ou seguro-fiança, por exemplo”, explica Walter Igino, diretor da Alocat. O processo se inicia com o envio da documentação pela internet, após o imóvel escolhido nas imobiliárias parceiras. A análise de perfil é gratuita e em até 48 horas o interessado em se associar já terá o retorno. A partir da aprovação, imobiliária e locatário poderão fechar o contrato de locação. O locatário pagará uma mensalidade e em caso de inadimplência do aluguel o locador estará garantido pela Alocat. Essa contribuição é um outro atrativo destacado pela associação por causa dos valores. As garantias comercializadas no mercado têm percentuais mais altos, variando entre 12% e 16% do valor do aluguel.

 

 

APSA

Campanha do agasalho

A administradora de imóveis Apsa está promovendo a terceira edição da campanha “Conexão do Bem”. O projeto tem como objetivo arrecadar roupas de frio e itens de inverno, como cobertores e edredons, novos ou usados, em prol dos mais necessitados. A campanha Conexão do Bem é formada por Ligas, grupos de colaboradores que trabalham juntos com o objetivo de fazer a maior arrecadação, que contará com uma pontuação através dos itens captados. Ao final, a Liga vencedora será a com maior pontuação. Belo Horizonte participa da ação e beneficiará a instituição Banho Solidário. Este ano, com a doação de itens de inverno, a estimativa é atingir um número expressivo de donativos, podendo, assim, ajudar muitas pessoas a se proteger do clima do inverno. “A Apsa todos os anos promove ações que mobilizam seus colaboradores a fazer o bem, e temos muito orgulho de ver o engajamento de todos, ver a solidariedade e o amor ao próximo acontecendo”, comenta Fernando Schneider, diretor-superintendente da Apsa. 

 

 

Luggo/MRV

Empreendimento de locação de imóveis

 

Com cinco meses no mercado, a startup Luggo, pertencente ao grupo MRV, tem sucesso em seu primeiro empreendimento. Localizado em Belo Horizonte (MG), o Luggo Cipreste, que conta com 116 unidades, alcançou 100% de ocupação. A startup tem o objetivo de ser uma solução de moradia adequada ao momento de vida do cliente, aqueles que não têm interesse ou condições de comprar um imóvel agora. Os empreendimentos oferecidos pela Luggo são exclusivamente para locação e, além de agilidade do processo, que é feito digitalmente, sem fiador e com a possibilidade de mudança em 24 horas, contam com diferenciais como a localidade, sempre próxima aos grandes centros comerciais, e itens e serviços para facilitar a vida do locatário. O condomínio Luggo Cipreste, por exemplo, tem academia, lavanderia compartilhada, espaço gourmet, salão de festas, concierge (síndico profissional), sistema completo de segurança e energia solar fotovoltaica para atender às áreas comuns. Os apartamentos têm armários planejados, luminárias e box blindex. “Ainda podemos oferecer, futuramente, à medida que o projeto avançar, alguns serviços de uso coletivo, como limpeza, internet e manutenção. Este ano, a previsão é lançar  outros três empreendimentos com foco em locação – dois em Curitiba e um em Campinas”, conta Rodrigo Resende, diretor de Novos Negócios e Marketing da construtora. 


Publicidade