Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

É uma montagem a capa em que a revista Charlie Hebdo supostamente satiriza o STF e Lula

O cabeçalho com o nome da revista foi retirado de uma edição de 2012, ilustrada com uma caricatura de Maomé.


08/03/2021 21:50 - atualizado 08/03/2021 21:50


 

Captura de tela feita em 5 de março de 2021 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 5 de março de 2021 de uma publicação no Facebook
“Confirmé: Le Suprême Brésilienne c’est une merde”, diz uma suposta manchete da revista francesa Charlie Hebdo segundo publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais desde dezembro de 2015. A imagem, uma charge do ex-presidente Lula apertando as nádegas da figura feminina que representa a Justiça, voltou a circular em fevereiro de 2021. Trata-se, no entanto, de uma montagem. O cabeçalho com o nome da revista foi retirado de uma edição de 2012, ilustrada com uma caricatura de Maomé. Já o desenho de Lula é uma manipulação de uma charge do ex-presidente peruano Alan García.


“Nossa nação virou piada pro resto do mundo… mais vergonhoso ainda é ver um dos três poderes ser tratado como prostituta”, diz texto que acompanha a suposta capa (1, 2, 3), cujo título seria, em português: “Confirmado: O Supremo brasileiro é uma merda”.

O conteúdo voltou a circular após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira, depois que o aliado do presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo estimulando ações violentas contra os ministros da corte e defendendo o AI-5, que marcou o período de maior repressão da ditadura militar.

No entanto, uma busca no site da revista francesa - que disponibiliza on-line todas as capas que publicou desde dezembro de 2015 -, não localiza a edição viralizada.  A frase “Le Suprême Brésilienne c’est une merde” tampouco foi publicada em suas contas no Facebook, ou Twitter.

Capa editada


Uma pesquisa pela manchete que pode ser lida no cabeçalho da capa compartilhada nas redes - “Les Paradis Fiscaux de Bernard Arnault” [Os paraísos fiscais de Bernard Arnault, em português] - permite concluir que a imagem viralizada é uma montagem.

O cabeçalho do Charlie Hebdo visto na edição que supostamente satiriza o STF foi retirado de uma capa publicada em setembro de 2012 que era ilustrada, na verdade, por uma caricatura do profeta dos muçulmanos, Maomé, como visto em diversos artigos da imprensa francesa (1, 2, 3).

Como é anterior a dezembro de 2015, esta capa não está publicada no site do Charlie Hebdo, mas foi registrada em fotos, na época, pela AFP.

Outro elemento permite confirmar que a capa que satiriza o STF não foi publicada pela revista francesa: a manchete tem um erro de concordância em francês.

Na frase “Le Suprême Brésilienne c’est une merde”, o artigo “le” está no masculino, mas o adjetivo “Brésilienne”, no feminino. Em português, a frase seria traduzida literalmente como: O Supremo Brasileira é uma merda.

A charge também foi alterada


Uma busca no Google pela charge que ilustra a capa editada mostra que ela também foi alterada digitalmente.

A pesquisa leva a uma publicação feita em 3 de julho de 2015 - meses antes, portanto, da charge com a imagem de Lula começar a circular - no site peruano Perú21. Na página é possível ver uma ilustração muito semelhante à agora viralizada, mas no lugar de Lula está o ex-presidente do Peru Alan García, e não há o desenho do prédio do STF ao fundo. 
Captura de tela feita em 5 de março de 2021 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 5 de março de 2021 de uma publicação no Facebook

A charge peruana é assinada pelo cartunista Mechaín Doroteo. De fato, o desenho possui o mesmo estilo de outras ilustrações feitas pelo chargista.

Esse conteúdo também foi checado pelos sites Aos Fatos e Estadão Verifica.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade