Publicidade

Estado de Minas

Protestos contra Bolsonaro em todos os Estados reúnem milhares

Entre as principais demandas dos manifestantes estavam o impeachment do presidente, a aceleração da vacinação contra a covid-19 e a proteção ambiental.


20/06/2021 09:48 - atualizado 20/06/2021 10:02

Manifestantes protestam contra o governo Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília(foto: Reuters)
Manifestantes protestam contra o governo Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (foto: Reuters)

Manifestações contra o governo Jair Bolsonaro neste sábado (19/06) reuniram milhares de pessoas em todos os 26 Estados do Brasil, além do Distrito Federal e em cidades do exterior.

Entre as principais demandas dos manifestantes estavam o impeachment do presidente, a aceleração da vacinação contra a covid-19 e a proteção ambiental. Os atos ocorreram no mesmo dia em que o Brasil alcançou 500 mil mortes na pandemia. Organizadores pediram aos manifestantes que usassem máscaras e mantivessem distância uns dos outros.

De todas as capitais, só não houve protestos em Florianópolis, atingida por chuvas fortes neste sábado.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília estão entre as cidades que registraram maior público. Em São Paulo, os manifestantes ocuparam vários quarteirões da av. Paulista, de onde caminharam em direção ao centro. Alguns políticos estavam presentes, como o ex-prefeito Fernando Haddad (PT), o ex-candidato à Presidência Guilherme Boulos (PSOL) e o deputado federal Orlando Silva (PCdoB).

Ato no Rio de Janeiro teve presença de famosos, como o cantor Chico Buarque e a atriz Malu Mader(foto: Reuters)
Ato no Rio de Janeiro teve presença de famosos, como o cantor Chico Buarque e a atriz Malu Mader (foto: Reuters)

No Rio, o ato contou com a presença de famosos, entre os quais o cantor Chico Buaque, a atriz Malu Mader e o ator Paulo Betti.

Em Brasília, participaram do protesto centenas de indígenas há alguns dias estão acampados na cidade. O grupo se opõe ao governo Bolsonaro e ao avanço de um projeto de lei que transfere do governo federal para o Congresso a atribuição de demarcar terras indígenas.

Indígenas participaram da manifestação contra Bolsonaro em Brasília(foto: Reuters)
Indígenas participaram da manifestação contra Bolsonaro em Brasília (foto: Reuters)

Os atos deste sábado foram inicialmente convocados por centrais sindicais, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Força Sindical, a União Geral de Trabalhadores (UGT), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e a CSP-Conlutas.

Fora das capitais, foram registrados protestos em cidades como Anápolis (GO), Barreiras (BA), Blumenau (SC), Cacoal (RO), Campina Grande (PB), Caxias (MA), Corumbá (MS), Cruzeiro do Sul (AC), Lavras (MG), Passos (MG), Petrolina (PE), Petrópolis (RJ), Ribeirão Preto (SP) e Santa Maria (RS), entre outras.

Protesto contra Bolsonaro em Cuiabá(foto: Reuters)
Protesto contra Bolsonaro em Cuiabá (foto: Reuters)

No exterior, houve mobilizações contra Bolsonaro lideradas por brasileiros em cidades como Dublin (Irlanda), Madri (Espanha), Londres (Inglaterra), Paris (França) e Miami (EUA).

É a segunda mobilização de alcance nacional contra Bolsonaro em poucas semanas. O ato anterior aconteceu em 29 de maio.

Já apoiadores do presidente têm ultimamente realizado atos em motocicletas em apoio ao governo. O último ocorreu em São Paulo, em 12 de junho, e reuniu 6,6 mil participantes, segundo a empresa que gerencia a rodovia trafegada pelos manifestantes. O próprio presidente participou da mobilização.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade