(none) || (none)
UAI
Publicidade

Estado de Minas ARGEL

UE deseja ampliar associação energética com Argélia


13/03/2023 17:30

O alto representante para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança da União Europeia (UE), Josep Borrell, afirmou, nesta segunda-feira (13), em Argel, que o bloco quer ampliar sua associação energética, assim como sua cooperação em matéria de segurança, com a Argélia.

Ao redor de "90% das exportações de gás argelino vão para a Europa, e sabemos que podemos contar com a Argélia, que é um parceiro confiável e o foi em momentos difíceis" anteriormente, declarou Borrell após uma reunião com o presidente argelino Abdelmadjid Tebboune.

A UE deseja, segundo Borrell, ampliar essa associação "olhando em direção ao futuro, privilegiando os investimentos europeus no setor das energias renováveis".

A Argélia é o principal exportador africano de gás natural.

Interessados em diversificar suas compras para reduzir a dependência dos hidrocarbonetos russos, vários países europeus, especialmente a Itália, olham agora para a Argélia.

Referindo-se ao conflito na Ucrânia, Borrell convidou o país africano "a se unir aos esforços para deter esta guerra injustificada e atenuar seu impacto econômico e humano no mundo inteiro".

A Argélia possui, há muito tempo, relações privilegiadas com a Rússia, onde Tebboune fará uma visita de Estado em maio.

Também decidiu, em fevereiro, voltar a abrir sua embaixada na capital ucraniana, Kiev, fechada desde a invasão russa.

Borrell anunciou que a UE e a Argélia concordaram em relançar um "diálogo de alto nível em matéria de segurança".

No começo de junho, a Argélia suspendeu um tratado de cooperação com a Espanha em reação à decisão de Madri de apoiar o plano de autonomia de Marrocos, seu rival regional, para o Saara Ocidental.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade

(none) || (none)