UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Rússia criará provas falsas para culpar Kiev por morte de prisioneiros de guerra, segundo EUA


04/08/2022 16:30

Um funcionário do governo dos Estados Unidos afirmou, nesta quinta-feira (4), que a Rússia se prepara para falsificar provas para acusar a Ucrânia de bombardear uma prisão em uma área controlada por forças russas, um ataque que deixou dezenas de prisioneiros de guerra ucranianos mortos.

"Acreditamos que as autoridades russas estão tentando falsificar evidências para atribuir às forças ucranianas o ataque contra a prisão de Olenivka em 29 de julho", afirmou á AFP o funcionário americano, que pediu anonimato.

A fonte acrescentou que "os russos tentarão incriminá-los antes que jornalistas e possíveis investigadores cheguem ao local", aludindo a informações obtidas por agências de inteligência americanas que não foram divulgadas.

Washington sustenta que as autoridades russas "querem fazer acreditar" que as vítimas foram mortas por um míssil Himars, um sistema de artilharia de alta precisão fornecido pelos EUA e que se tornou uma parte vital do esforço de guerra ucraniano, disse a autoridade.

Mais de 50 prisioneiros de guerra ucranianos foram mortos na explosão, incluindo combatentes que se renderam após semanas de cerco à fábrica Azovstal de Mariupol.

Moscou aponta Kiev como responsável pelo atentado, acusação que as autoridades ucranianas negam. Kiev afirma que foram as forças russas que massacraram os prisioneiros.

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, chamou o atentado de "um crime de guerra deliberado da Rússia".

A televisão estatal russa transmitiu imagens de barracas carbonizadas, camas de metal destruídas e fotos borradas do que pareciam ser corpos humanos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou na quarta-feira que uma investigação seria iniciada para determinar a "verdade".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade