UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Putin demite chefe da agência espacial russa, Dmitri Rogozin


15/07/2022 11:18

O presidente russo, Vladimir Putin, demitiu o chefe da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin, através de um decreto emitido nesta sexta-feira (15).

Rogozin, de 58 anos, será substituído por Yuri Borisov, de 65 anos, até então vice-primeiro-ministro responsável pelo complexo militar-industrial russo, que também inclui o âmbito espacial.

Em 2018, Putin nomeou Rogozin para gerenciar a agência espacial entre dificuldades.

Durante seu mandato, Rogozine destacou-se por seus tuítes e mensagens provocativas no Telegram.

No entanto, nos cinco anos ocupando o cargo, ele não conseguiu deter o declínio da indústria espacial russa, que é prejudicada pela obsolescência, falta de inovação e a corrupção.

Em 2020, a Rússia perdeu o monopólio dos voos espaciais com seus antigos, mas confiáveis, foguetes Soyuz, devido a entrada no mercado da SpaceX, do bilionário Elon Musk.

Desde a ofensiva russa contra a Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, Rogozin, que também foi embaixador na OTAN, destacou-se por suas declarações agressivas em relação ao Ocidente, gabando-se sobre a capacidade de destruição das armas nucleares russas.

Seu substituto segue a linha dos militares. A troca é feita em um contexto de tensões russo-ocidentais cada vez maiores.

Rússia e Estados Unidos acusam-se mutuamente de ambições militares no espaço.

A agência espacial russa Roscosmos trabalha tanto no âmbito civil como no militar.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade