UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Influente advogado americano é acusado pelo assassinato de sua esposa e filho


14/07/2022 14:49

Um influente advogado americano foi acusado nesta quinta-feira (14) pelo assassinato de sua esposa e filho.

Alex Murdaugh, de 54 anos, é acusado de matar sua esposa Maggie com um rifle e seu filho Paul com uma pistola em 7 de junho de 2021, de acordo com um tribunal da Carolina do Sul.

Naquele dia, ele ligou para o serviço de emergência e disse que havia encontrado os corpos de sua esposa, de 52 anos, e de seu filho, um estudante de 22 anos, crivados de balas em frente à casa.

Membro de uma família muito rica e influente, o advogado garantiu que não tinha nada a ver com o crime e não foi indiciado.

No entanto, em setembro de 2021, os investigadores se depararam com um esquema macabro para fraudar companhias de seguros.

Ele então admitiu à polícia que pediu a um ex-cliente que o matasse para que seu outro filho pudesse receber US$ 10 milhões em seguro de vida.

Alex Murdaugh foi baleado na cabeça por seu ex-cliente em 4 de setembro, mas sobreviveu.

Seu advogado alegou que ele era viciado em opiáceos há 20 anos e que havia desmoronado após a morte de seus parentes.

Mas os investigadores começaram a ir mais fundo e, nos últimos meses, ele acumulou mais de 70 acusações de fraude. E terminou sendo preso.

Ele é suspeito de desviar dinheiro de clientes de seu escritório de advocacia, totalizando cerca de US$ 8,5 milhões. Também é acusado de lavagem de dinheiro do tráfico de opiáceos.

As autoridades também abriram investigações sobre a morte de sua empregada doméstica em 2018. Na época, Murdaugh disse que ela havia caído da escada depois de tropeçar em um cachorro e a morte foi classificada como "natural".

Em relação ao assassinato do filho e da esposa, segundo a imprensa americana, foram encontradas manchas de sangue suspeitas em suas roupas e telefonemas que não correspondiam ao seu álibi.

Alguns estimam que o advogado se beneficiou de um tratamento favorável porque seu pai, avô e bisavô foram procuradores.

A imprensa também lembra que seu filho Paul sofreu um acidente de barco em 2019, durante o qual uma jovem morreu, e ele nunca foi julgado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade