UAI
Publicidade

Estado de Minas QUITO

Equador detecta primeiro caso de varíola dos macacos


06/07/2022 15:52

O Equador detectou seu primeiro caso de varíola dos macacos, em uma pessoa de 30 anos, informou o Ministério da Saúde nesta quarta-feira (6).

O paciente "apresentou sintomas relacionados a esta doença: febre, deterioração, mal-estar e erupções cutâneas [semelhantes a espinhas]", disse o ministério em comunicado, que não especificou o local da infecção.

O diagnóstico foi feito pelo Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde Pública (INSPI).

Segundo o ministério, a pessoa "está em condição estável e permanece em isolamento" na província de Guayas (sudoeste). Seus contatos estão sendo monitorados para determinar possíveis infecções.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem mais de 5.300 casos de varíola dos macacos confirmados em laboratório em todo o mundo. A Europa é a região mais afetada pelo vírus, com 85%.

Desde maio, foi detectado um aumento incomum nos casos da doença fora dos países da África Ocidental e Central, onde o vírus circula rotineiramente.

A varíola dos macacos, conhecida em humanos desde 1970, se manifesta através de sintomas gripais e erupções cutâneas. Geralmente desaparece após duas ou três semanas.

A doença é considerada muito menos perigosa e contagiosa que a varíola, erradicada em 1980.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade