UAI
Publicidade

Estado de Minas PEQUIM

Milhões de pessoas em confinamento na China por novos focos de covid-19


06/07/2022 05:57

Dezenas de milhões de pessoas entraram em confinamento nesta quarta-feira (6) na China, onde o comércio em uma cidade turística foi obrigado a fechar as portas depois da detecção de novos focos de contágio de covid-19, o que provoca o temor de mais restrições.

Autoridades de saúde anunciaram mais de 300 casos da doença nesta quarta-feira, com focos na cidade de Xi'an (norte), lar dos Guerreiros de Terracota, assim como em Xangai, a maior cidade do país.

Em Xangai, alguns moradores relataram nas redes sociais que receberam porções de alimentos do governo, como aconteceu há alguns meses durante um um confinamento prolongado.

"Deixe-me contar uma história de medo: o distrito de Putuo está enviando legumes de novo", postou um morador na rede WeChat.

"Estou muito nervoso, a epidemia destruiu minha juventude. Vou enlouquecer", escreveu outro morador de Xangai na rede Weibo.

As autoridades iniciaram uma nova série de testes em larga escala em metade dos distritos de Xangai após o aumento de casos desde o fim de semana. Nesta quarta-feira ordenaram o fechamento dos bares de karaokê após a detecção de alguns contágios originários destes locais.

E Xi'an, uma cidade histórica de 13 milhões de habitantes que enfrentou um mês de confinamento no fim do ano passado, foi colocada sob "medidas temporárias de controle" após a detecção de 29 contágios desde sábado.

Locais de entretenimento, incluindo pubs, cafés e bares de karaokê, foram fechados a partir da meia-noite de quarta-feira, informou o governo local.

A imprensa estatal divulgou imagens dos moradores de Xi'an em filas para testes após meia-noite, ao mesmo tempo que insistiu que a cidade não está em confinamento.

As autoridades atribuíram o surto na cidade à subvariante BA.5.2 da ômicron, que é mais transmissível e escapa da imunidade.

"Os casos positivos são todos do ramo BA.5.2 da variante ômicron. Um trabalho de rastreamento epidemiológico está em andamento", disse Ma Chaofent, do Departamento de Saúde de Xi'an, em entrevista coletiva.

Os novos casos são um desafio para o presidente Xi Jinping, que na semana passada reafirmou o compromisso com a estratégia chinesa de 'covid zero', apesar do crescente custo econômico.

Weibo

NOMURA HOLDINGS


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade