UAI
Publicidade

Estado de Minas DINAMARCA

O que se sabe sobre ataque a tiros na Dinamarca que deixou mortos e feridos em shopping

Segundo a polícia, não é descartada a possibilidade de que tenha se tratado de um ato de terrorismo


03/07/2022 21:30 - atualizado 03/07/2022 22:17

Pessoas correm em shopping onde ocorreu o tiroteio
Shopping em Copenhagen foi alvo de ataque neste domingo (foto: Reuters)

*Texto atualizado às 21h de domingo (3/07)

Um ataque a tiros em um shopping de Copenhagen, na Dinamarca, deixou mortos e feridos neste domingo (03/07). Um homem de 22 anos foi preso.

A polícia local divulgou que o motivo do ataque não está claro e não descarta que possa se tratar de um ato de terrorismo.

Pouco após o crime, o chefe de polícia de Copenhagen, Soeren Thomassen, disse à imprensa que havia "vários feridos" e "vários mortos". No entanto, ainda não havia o número exato de vítimas.

Horas depois, a polícia divulgou que três pessoas morreram e outras três estão gravemente feridas.

O suspeito do ataque estava com um rifle e munições quando foi preso, segundo a polícia. O homem deverá ser interrogado por um juiz na segunda-feira (4/07).

Paciente é levado em ambulância após ataque em shopping
Polícia informou que foi chamada para atender a ocorrência no fim da tarde de domingo (foto: Reuters)


A polícia informou que foi chamada para atender a ocorrência no shopping Field's no fim da tarde deste domingo.

O Field's é um centro de compras com vários andares com lojas, estacionamentos e restaurantes. É um local onde famílias se reúnem para fazer compras ou se alimentar.

Uma mulher que testemunhou o ataque disse à emissora dinamarquesa DR que ouviu 10 tiros. "Corremos o máximo que pudemos para nos refugiar no banheiro", disse, segundo informações da AFP. Ela afirmou que permaneceu escondida por duas horas.

Chefe de polícia de Copenhagen, Soeren Thomassen
Chefe de polícia de Copenhagen, Soeren Thomassen disse que há vários feridos e mortos após ataque (foto: Reuters)


Uma outra mulher que também estava no shopping disse que mais de 100 pessoas correram em direção à saída do centro de compras quando os tiros começaram a ser disparados.

Ela contou à TV2 que viu muitas pessoas correndo e então ouviu um barulho muito forte e também correu.

Principal hospital de Copenhagen, o Rigshospitalet informou à Reuters, por meio de um porta-voz, que recebeu um "pequeno grupo de pacientes" para tratamento. O representante da unidade de saúde informou que foram chamados mais funcionários para atendimentos, incluindo cirurgiões e enfermeiros.

Show cancelado


Nesta noite, o cantor Harry Styles faria um show a pouco menos de um quilômetro e meio do shopping. A apresentação foi cancelada por motivos de segurança e as cerca de 17 mil pessoas que aguardavam o evento em uma arena foram orientadas a seguir para o transporte público.

Em sua conta no Twitter, Styles lamentou o ataque e disse que ficou com o "coração partido".

"Estou devastado pelas vítimas, suas famílias e todos os feridos. Lamento não podermos ficar juntos. Por favor, cuidem uns dos outros", escreveu o artista.

- Este texto foi originalmente publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-62031852

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no
YouTube? Inscreva-se no nosso canal!












receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade