UAI
Publicidade

Estado de Minas PEQUIM

Efeitos da crise do setor imobiliário na China preocupam FMI


28/01/2022 09:34

O Fundo Monetário Internacional (FMI) advertiu, nesta sexta-feira (28), que uma crise mais profunda do setor imobiliário na China pode ter "efeitos negativos" no crescimento mundial, enquanto as incorporadoras ainda lutam para sobreviver.

Os grupos imobiliários chineses se encontram em grandes dificuldades, devido às medidas adotadas por Pequim em 2020 para sanear um setor cheio de dívidas e caracterizado pela especulação desenfreada por parte dos indivíduos.

Os maus resultados do peso pesado Evergrande, agora à beira da falência, arrefeceram os ânimos dos potenciais compradores. Este quadro atingiu o setor como um todo.

"Uma desaceleração mais profunda do que o previsto no setor imobiliário pode comportar um amplo leque de efeitos negativos na demanda mundial", avaliou o FMI em um relatório específico dedicado à conjuntura na China.

Os setores imobiliário e de construção são responsáveis por mais de 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e constituem o motor de muitos outros. Têm desempenhado um papel importante na recuperação da economia nacional após o surgimento da pandemia da covid-19.

No pior cenário, que implicaria "uma desaceleração repentina e espetacular do crescimento da China, haveria repercussões mundiais" no comércio internacional e no preço das matérias-primas, alertou o FMI.

Com sede em Washington, a instituição reduziu na terça-feira (25) sua previsão de crescimento para a China, em 4,8% este ano, após um crescimento de 8,1% em 2021. Este percentual representa uma queda de 0,8 ponto em relação às estimativas de outubro.

"Embora o PIB [da China] recupere seu nível de antes da pandemia, o consumo continua muito abaixo", destacou o Fundo, mencionando "a incerteza prolongada pelo vírus e pela eficácia das vacinas" contra o coronavírus.

Logo que um caso aparece no país, a China mobiliza campanhas de testes em massa, restringe os deslocamentos e até ordena confinamento, quando o número de infecções é muito alto. Embora eficazes contra o vírus, algumas medidas tiveram um forte impacto na atividade econômica e no consumo.

China Evergrande Group


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade