UAI
Publicidade

Estado de Minas RELIGIÃO

Papa Francisco reza por brasileiros vítimas das chuvas

Líder da Igreja Católica lembrou das vítimas em Minas Gerais e Bahia durante o Angelus, sua fala semanal no Vaticano


16/01/2022 14:00 - atualizado 16/01/2022 14:37

Papa Francisco
Papa Francisco pediu que Deus ampare o esforço de quem está levando ajuda aos necessitados diante das consequências das chuvas (foto: AFP/Luis Acosta)
papa Francisco lembrou neste domingo (16/1) das vítimas das fortes chuvas das últimas semanas no Brasil, durante a oraçãodo Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Expresso a minha solidariedade às pessoas atingidas pelas fortes chuvas e inundações em várias regiões do Brasil nas últimas semanas. Rezo em especial pelas vítimas e seus familiares e por quem perdeu a casa. Que Deus ampare o esforço de quem está levando ajuda

Papa Francisco



O pontífice prestou sua homenagem: "Expresso a minha solidariedade às pessoas atingidas pelas fortes chuvas e inundações em várias regiões do Brasil nas últimas semanas. Rezo em especial pelas vítimas e seus familiares e por quem perdeu a casa. Que Deus ampare o esforço de quem está levando ajuda", declarou.

As chuvas do fim de 2021 e início deste ano deixaram dezenas de mortos, principalmente na Bahia e em Minas Gerais. Em Minas, mais de 370 municípios estão em situação de emergência, com grande número de desabrigados e desalojados.

Na última semana, o papa havia feito um apelo pela acolhida dos migrantes e solicitantes de asilo, uma das marcas de seu pontificado: "Penso em muitos pais, muitas mães, muitas famílias que fogem das guerras, que são empurradas para as fronteiras da Europa e não só, e que vivem em situações de dor, injustiça e que ninguém leva a sério".

Os mineiros, depois de um sábado de céu firme e estiagem, voltaram a se preocupar com a chuva já no fim do sábado e neste domingo, com muitas áreas de instabilidade, céu nublado e risco de chuva a qualquer momento. Quem vive nas regiões e áreas afetadas convivem com a incerteza e o medo. A insegurança quanto ao nível dos rios, se vai subir ou baixar, assim como o risco de rompimento de barragens.

Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, 25 pessoas morreram e 52 mil ficaram desabrigadas. Na Bahia, os números também são assustadores: 25 mortes e 100 mil desabrigados ou desalojados diante das fortes chuvas em várias cidades do estado desde o fim de 2021.

Em Minas, as chuvas também podem ter contribuído para o dramático colapso de uma parede rochosa de um cânion em Capitólio, que ceifou a vida de 10 pessoas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade